Anúncio Publicitário

Cabeçalho Futebol Nacional

O duelo de Vitórias a contar para a 13ª jornada aconteceu esta noite no Estádio do Bonfim. Com duas equipas desesperadas pela vitória e com os Sadinos a viver um dos piores momentos da sua história a expectativa era de um jogo com golos.

Numa partida que começou equilibrada, com ataques de parte a parte, os homens da casa deixaram-se cair na armadilha dos vimaranenses e logo aos dez minutos, Semedo faz falta na grande área e concede um penalti à equipa visitante. Assim, por parte de Raphinha, que voltou esta noite ao 11 inicial, o Vitória de Guimarães inaugurou o marcador. Logo a seguir, a equipa da casa poderia ter feito (e fez) o empate, por parte de Nuno Pinto, mas o juiz da partida, Vasco Santos, considerou que a bola não ultrapassou a linha de golo.

Anúncio Publicitário

O Vitória de Setúbal tentou construir o jogo e chegou a levar perigo por diversas vezes à baliza de Douglas, mas as derradeiras oportunidades foram do V. Guimarães que, primeiro por parte de Heldon e depois por Raphinha, as desperdiçou na cara de Cristiano. Dois golos certos, desperdiçados pelos vimaranenses em menos de dez minutos. Os sadinos poderiam, ainda, ter empatado a partida em cima do fecho da primeira metade, mas, ao estilo dos homens de Pedro Martins, não conseguiram finalizar.

Os vimaranenses inauguraram o marcador após grande penalidade convertida por Raphinha Fonte: Bola na Rede
Os vimaranenses inauguraram o marcador após grande penalidade convertida por Raphinha
Fonte: Bola na Rede

O Vitória FC entrou na segunda parte com vontade de fazer mais e melhor e poderia, mais uma vez, ter feito o golo do empate aos 61 minutos. Gonçalo Paciência não rematou da melhor maneira, tendo permitido uma fácil defesa a Douglas. Ainda no mesmo minuto, os conquistadores voltaram a realizar um contra ataque em velocidade e desta vez Raphinha não perdoou e bisou, alargando a vantagem do V. Guimarães.

Os sadinos pareceram perder a força, baixando assim a intensidade, mas sem recuar demasiado no campo. Já perto dos 90′ o Vitória da casa chegou ao seu primeiro golo depois de Jubal fazer falta sobre Edinho, resultando em grande penalidade que foi convertida por Gonçalo Paciência. Os homens de José Couceiro ainda tentaram correr atrás do prejuízo, mas sem sucesso. O jogo terminou mesmo 1-2, e o Vitória de Setúbal soma a sua quarta derrota consecutiva no campeonato.

Anúncio Publicitário