Anterior1 de 2Próximo

Caro mister Nuno Capucho

Peço desculpa pela audácia, mas não consegui amarrar a vontade de lhe escrever umas breves mas ‘sentidas’ linhas, que espero que não entenda como vergonhosas perante a eventual mensagem que possam vir a passar.

Depois de ouvir as suas declarações, a primeira reacção que tive foi de o aplaudir. ‘Aqui está um homem à séria’ – pensei. No entanto, após algum tempo, parei para reflectir um pouco mais sobre o que o Nuno acabara de proferir. Então decidi escrever-lhe esta ‘humilde’ carta sobre aquilo que me assolou a mente, e essencialmente a alma.

O Nuno colocou o dedo na ferida. Não há dúvida. Mas realmente se é como diz, que o futebol português é uma vergonha e que já sabe quem sobe e quem desce, devo então colocar-lhe algumas questões que me parecem ser de todo fundamentais.

O mister já sabe mesmo quem desce e quem sobe? Pois isso não me parece difícil de adivinhar. O Gil Vicente FC é um dos que sobe (pela secretaria) directamente do Campeonato de Portugal para a Primeira Liga. Esta já toda a gente sabia. Depois, e com o recordista mundial de subidas a treinar o Paços de Ferreira, parece-me óbvia a segunda equipa a subir. Por fim, calculo que se esteja a referir ao GD Estoril Praia. O que também é mais ou menos óbvio que aconteça, dado que toda a gente diz à boca cheia que por norma o principal candidato a subir no ano seguinte é sempre aquele que desceu.

O que para mim ficou claro com as suas palavras, é que já sabemos quem não subirá: o Varzim SC. Se assim não fosse calculo que o Nuno não estaria a fazer aquelas declarações. Portanto, se o Varzim tem pretensões a subir, o melhor será despedir o seu treinador. Desculpe lá Nuno!

Terá o treinador do Varzim condições para permanecer no comando da sua equipa?
Fonte: Varzim SC

Agora mais a sério: se sabe tudo isso então que o diga. De que serve lançar mais achas para a fogueira? Pois que dê ‘o nome aos bois’. Fartos de polémicas estamos nós. Fartos de ouvir todos os dias histórias de possível corrupção, de tráfico de influências, de interesses, de compadrios, etc.

Mais ainda: se é uma vergonha, calculo que o Nuno Capucho não faça intenções de prosseguir a sua vida profissional nessa mesma vergonha. Afinal parece que está mesmo a ponderar abandonar a carreira de treinador. Acho que faz sentido perante o que falou. Se já se sabe quem sobe e quem desce, então não está aí a fazer nada, porque nada será alterado com o seu bom ou mau trabalho. Acho pois que deverá procurar trabalho… lá fora. Onde nada está combinado.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários