61 minutos até surgir a primeira substituição

Até ao momento, mais de dois terços das jornadas já se realizaram e, ao fim das mesmas, a tabela classificativa é liderada pelo FC Porto.
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Costuma ser a partir da hora de jogo que Sérgio Conceição decide colocar sangue fresco dentro de campo: em média, para tal ocorrer, dezasseis minutos da segunda parte precisam estar completos.

Portanto, é possível afirmar que o técnico portista, usualmente, opta por mexer no seu onze inicial quando ainda resta tempo útil de jogo.

Facto é que, na última meia hora de jogo, a equipa costuma ser particularmente feliz em termos ofensivos, alcançando dezassete golos neste período.

Apenas como mera curiosidade, o jogador que mais foi substituído, até ao momento, foi Moussa Marega (10), enquanto que Nakajima foi quem mais vezes saltou do banco (11). 

Anúncio Publicitário