Cabeçalho Futebol NacionalCom o regresso da Liga, volta a nossa rubrica de arbitragem. Um regresso que esteve em risco de não acontecer, pelo menos nas condições a que estamos habituados, pela ameaça de greve que os árbitros impuseram após o clima de hostilização contra os mesmos no futebol português. Mais uma vez, como tem sido hábito, os árbitros recuaram, e isto, para mim, também mancha a classe. Como li esta semana num artigo de opinião de Duarte Gomes, os árbitros acabam por sair mal com estas constantes ameaças de greve que depois nunca passam disso, ameaças.

Falando da jornada em si, o Porto perdeu pontos e como já é costume, quando um dos grandes perde pontos há um grande foco virado sobre a arbitragem e fala-se muito pouco da exibição pouco conseguida por parte dos jogadores do FC Porto. Mas é falando nesse jogo que eu também quero deixar a minha crítica, apesar de achar que me estou a repetir, ao Conselho de Arbitragem (CA) da Federação. Não satisfeitos por colocarem Rui Costa no VAR do Sporting CP – SC Braga, depois do erro crasso que cometeu no jogo Sporting CP – GD Chaves, ainda foram nomear o mesmo arbitro para um jogo dos grandes? Que raio de politica de nomeações por parte do CA é esta?

É aquilo que eu tenho dito desde o inicio. Para este clima de hostilização e de ódio que paira sobre o futebol português, não há só um culpado, mas vários… O CA tem sido um deles.