Andrea Pirlo um dos melhores médios de sempre, brilhou ao mais alto nível ao serviço do AC Milan e da Juventus. Pirlo foi uma das figuras mais marcantes da história recente do futebol italiano, somando títulos e vitórias. O número 21, foi um dos heróis italianos que conquistaram o Mundial 2006.

Pirlo é oriundo de Brescia, tendo feito a sua formação no clube local. Com apenas 16 anos, fez a sua estreia na Serie A, lançado por Mircea Lucescu, decorria a temporada 94/95. O médio permaneceu no Brescia durante três temporadas, somando 49 jogos e seis golos marcados.

As boas exbições de Pirlo valeram-lhe a transferência para o Inter de Milão, a troco de 2 M€. No entanto, ao serviço dos nerazurri só foi aposta regular na primeira temporada, jogando como médio ofensivo. Assim, acabou por passar por dois períodos de empréstimo, vestindo a camisola do Reggina e, novamente, do Brescia. Aos 22 anos, na época 2000/2001 representou o Brescia, sendo adaptado a médio-defensivo por Carlos Mazzone.

No verão de 2001, Carlo Ancelotti contratou o talentoso médio italiano, por uma verba a rondar os 17 M€, seguindo-se uma década com a camisola do AC Milan. No clube rossoneri, Pirlo disputou 401 partidas e marcou 41 golos. Nos dez anos que representou o Milan, conquistou dois campeonatos, duas Ligas dos Campeões, uma Taça de Itália, uma Supertaça, duas Supertaças Europeias e um Mundial de Clubes.

Na Liga dos Campeões, Pirlo somou mais de 100 jogos disputados, vencendo a maior competição de clubes por duas ocasiões. No entanto, disputou três finais: em 2003 diante da Juventus, e duas perante o Liverpool, em 2005 e 2007. Em Istambul, no ano de 2005, o Milan esteve a vencer o Liverpool por 3-0, consentindo depois o empate e saindo derrotado nas grande penalidades. A vingança surgiu duas temporadas depois, em 2007, o Milan voltou a enfrentar o Liverpool na final disputada em Atenas. Os italianos venceram por 2-1, com dois golos de Pippo Inzaghi, com Pirlo a assistir num livre para o primeiro golo.

Andrea Pirlo voltou a protagonizar uma transferência, em 2011/12, estando em final de contrato, rumou a Turim para representar a Juventus. Com a camisola da vechia signora voltou a escrever uma história de títulos e vitórias, disputando 164 jogos e apontando 19 golos. Na Juventus sagrou-se tetracampeão italiano, somando ainda uma Taça de Itália e duas Supertaças.

Andrea Pirlo venceu dois troféus com a camisola da squadra azzurra, o Mundial 2006 e um Euro Sub-21
Fonte: UEFA

Em 2015, terminou a sua ligação à Juventus e viveu a sua primeira aventura fora de Itália. Pirlo foi uma das estrelas que rumou à Major League Soccer, onde vestiu a camisola do New York City FC. Pirlo despediu-se dos relvados no dia 5 de Novembro de 2017, num jogo que opôs o NYC e o Columbus Crew.

Andrea Pirlo ficou na história dos clubes que representou, mas também na seleção italiana, somando 116 internacionalizações e 13 golos. O médio representou a squadra azzura em três campeonatos do mundo, três campeonatos da Europa, duas Taças das Confederações e dois Jogos Olímpicos. No Mundial 2006, disputado na Alemanha, ajudou a Itália a sagrar-se campeã, após vencer nas grandes penalidades a França, na final.

Andrea Pirlo será, para sempre, recordado como um dos melhores médios do futebol mundial. Para sempre na memória dos adeptos ficará a sua inteligência, a visão de jogo, a qualidade de passe, a meia distância e a forma exímia como batia livres. Um verdadeiro fora de série, uma estrela que tivemos o privilégio de ver jogar.

 

Artigo revisto por Joana Mendes

 

Comentários