olheiro bnr

Um dos jogadores que promete ser uma das grandes figuras do Paços de Ferreira em 2015/16 é o jovem Diogo Jota, atacante de apenas 18 anos que já na temporada transacta se estreou na equipa sénior dos “castores” e logo com impacto significativo.

Nascido a 4 de Dezembro de 1996 em Massarelos, Diogo José Teixeira da Silva, que tem em Diogo “Jota” o seu nome de guerra, iniciou a sua carreira futebolística no Gondomar, clube que foi representando até ao escalão de juniores, em 2013/14, quando se mudou para o Paços de Ferreira. No emblema da Mata Real, somou época e meia de grande destaque nos juniores, mas, perante o seu inquestionável talento e maturidade, começou aos poucos por ser integrado na equipa principal, sendo que essa transição tornou-se definitiva n o início de 2015. Ao todo, sublinhe-se, Diogo Jota somou 12 jogos e quatro golos pelo Paços de Ferreira na temporada anterior, sendo que dez desses encontros e dois desses tentos foram precisamente na Liga NOS.

Diogo Jota é uma promessa na Primeira Liga Fonte: Facebook de Diogo Jota
Diogo Jota é uma promessa na Primeira Liga
Fonte: Facebook de Diogo Jota

Salto não deve tardar

Diogo Jota é inquestionavelmente um grande talento do nosso futebol, esperando-se que rapidamente dê o salto para um emblema com ambições diferentes do Paços de Ferreira, sendo até surpreendente que isso ainda não tenha ocorrido, atendendo à gigantesca e facilmente identificável qualidade e margem de progressão deste atacante. Posicionalmente, este jovem luso é preferencialmente um segundo avançado, destacando-se por uma fantástica qualidade técnica, seja de remate, passe ou drible, isto sem esquecer uma ampla mobilidade, excelente visão de jogo e rapidez na corrida e execução.

Anúncio Publicitário

Muito inteligente na forma como pensa o jogo, o jovem de 18 anos pode actuar igualmente como “dez”, ainda que a sua excelente capacidade finalizadora e forma decidida como procura imediatamente as zonas de remate pareçam privilegiar a sua colocação como o tal avançado de suporte que apoie directamente um ponta de lança mais fixo. Aí, afinal, poderá aliar a sua excelente capacidade criadora à finalizadora, num cocktail que promete torná-lo numa das grandes revelações da próxima edição da Liga NOS.

Foto de Capa: FC Paços de Ferreira