olheiro bnr

Carlos Filipe Fonseca Chaby, conhecido no mundo do futebol simplesmente por Filipe Chaby, 22 anos de idade, médio ofensivo, atualmente ao serviço do SC Covilhã por empréstimo do Sporting CP, tem, na presente época futebolística, 1558 minutos cumpridos ao longo de 23 jogos. Até ao momento marcou três golos e fez uma assistência para golo.

Se por um lado os dados estatísticos mais “mediáticos” não impressionam, o rendimento de Filipe Chaby dentro das quatro linhas não deixa qualquer margem para dúvidas acerca da qualidade do jovem futebolista formado na Academia do Sporting CP. Para muitos, a relativa fragilidade física de Chaby (1,74m de altura e 64Kg de peso corporal) é considerada como um fator potencialmente dificultador para que este se possa impor numa equipa que atue na Liga NOS; para outros, a sua capacidade de compreender o jogo sobrepõe-se à importância vulgarmente atribuída à dimensão física do mesmo.

A passagem pelo CF  União teve altos e baixos Fonte: Facebook Oficial de Filipe Chaby
A passagem pelo CF União teve altos e baixos
Fonte: Facebook Oficial de Filipe Chaby

Em Chaby o que se destaca não é, efetivamente, a capacidade de choque ou de ganhar a bola em duelos individuais. Aquilo que este evidencia é, sobretudo, qualidade técnica e criatividade, aliadas a uma tremenda capacidade de tomada de decisão. É nesse domínio particular que o médio ofensivo português se destaca dos demais, pela facilidade com que interpreta cada situação de jogo, decide em função do contexto, e consegue transformar as mesmas num passo em frente para a criação de oportunidades de golo.

Aquilo que parece evidente é que, pela qualidade que demonstra em campo, Filipe Chaby reclama veementemente por uma oportunidade numa equipa da Liga NOS. Se por um lado se percebe a improbabilidade de essa oportunidade surgir no clube que formou o jogador (sobretudo enquanto Jorge Jesus ocupar o cargo de treinador), por outro lado é pouco compreensível que, na época passada, o futebolista não tenha jogado um único minuto ao serviço do CF União da Madeira. A verdade é que, se os atributos físicos fossem critério para um futebolista atuar numa equipa de topo, provavelmente hoje em dia o mundo do futebol não teria o privilégio de ver jogar, entre outros, Lionel Messi.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: Facebook Oficial de Filipe Chaby

Artigo revisto por: Francisca Carvalho

Artigo anteriorBenfica vence clássico
Próximo artigoO Benfica aos olhos de Pep
Apaixonado por futebol desde a segunda infância, Francisco Sampaio tem no FC Porto, desde esse período, o seu clube do coração. Apesar de, durante os 90 minutos, torcer fervorosamente pelo seu clube, procura manter algum distanciamento na apreciação ao seu desempenho. Autodidata em matérias futebolísticas, tem vindo recentemente a desenvolver um interesse particular pela análise tática do jogo. Na idade adulta descobriu a sua segunda paixão, o ténis, modalidade que pratica de forma amadora desde 2014.                                                                                                                                                 O Francisco escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.