A quinta etapa da La Vuelta trouxe um novo líder à Grande Volta espanhola. O francês Rudy Molard, da Groupama-FDJ, aproveitou a sua presença na fuga do dia para recuperar o tempo que tinha de atraso para Michal Kwiatkowski e chegar pela primeira vez na carreira à liderança de uma prova de três semanas. 

Vestindo agora de vermelho e com mais de 40 segundos para o mais direto perseguidor, olhamos para a carreira do pequeno francês para esclarecer os nossos leitores sobre até onde pode Molard manter a sua liderança e se pode ainda importunar os grandes nomes favoritos à vitória final.

Com 28 anos, o francês ainda é jovem, mas já entrou nos anos que definem a carreira de um ciclista. Profissional desde 2012 com a Cofidis, só chegou à primeira vitória em 2015, na terceira etapa do Tour du Limousin, apesar de já ter alguns bons resultados. O ano passado, Molard juntou-se à FDJ e, além de algumas exibições interessantes, despertou atenções com um oitavo posto na Flèche Wallonne. Este ano, subiu mais um degrau e venceu uma etapa no Paris-Nice.

A maior vitória da carreira de Rudy Molard foi em março deste ano, na etapa seis do Paris-Nice
Fonte: Paris-Nice

O que os seus resultados e exibições mostram é um ciclista talhado para as clássicas e etapas acidentadas, os dias a que os espanhóis costumam chamar de rompe-pernas. A montanha já não é tanto o seu terreno, ainda que se defenda, mas no contrarrelógio nunca fez nenhum resultado digno de nota.

Esta Vuelta vem confirmar exatamente isso. Rudy Molard não esteve entre os melhores na montanha, mas perdeu pouco tempo. Nas duas etapas acidentadas, esteve entre os melhores numa e noutra entrou na fuga e discutiu a etapa, aproveitando para alcançar esta liderança.

Perante isto e com tanta Vuelta ainda por percorrer, não é de se acreditar que Molard consiga manter-se na luta pelos primeiros lugares. Por isso, a Molard restam duas opções, tentar defender a camisola vermelho o maior tempo possível e procurar vencer uma etapa. Assim, o francês poderá manter-se líder talvez até à etapa nove com a chegada a Covatilla e, depois, procurará voltar a integrar fugas para somar um importante triunfo.

Foto de Capa: Groupama-FDJ

Comentários