De África chega-nos mais uma pérola, Samuel Chukwueze, ou apenas Samu.

Produto da Diamond Football Academy, Samuel Chukwueze ganhou a reputação de Robben nigeriano, comparação que os seus amigos fizeram ao reparar no seu estilo de jogo muito semelhante ao do holandês.

O seu percurso teve uma ascensão muito rápida, começando na renomada Diamond Football Academy,daria nas vistas no mundial sub-17 no Chile em 2015 ajudando a sua seleção a vencer este torneio. Vários olheiros ficaram com o miúdo de baixo de olho e recomendaram a sua contratação aos grandes clubes europeus, estando o Arsenal na lista da frente para a sua aquisição, no entanto, acabaria por ser o Villarreal a avançar para o jovem nigeriano e Espanha seria a sua porta de entrada na Europa.

Ali, o destacou-se nas camadas jovens e cedo ingressou na equipa B, uma evolução natural face à sua qualidade futebolística.

Curioso que a nível sénior o extremo nigeriano se tenha estreado primeiro na sua seleção do que no clube e talvez isso tenha “ajudado”  à sua entrada na equipa principal do Villarreal, estreia essa que decorreu na Liga Europa na época passada, onde daria nas vistas ajudando na campanha do submarino amarelo nessa competição.

Fonte: UEFA

Conhecido como “Samu” Chukwueze, fruto da sua estadia no país vizinho, o jovem extremo já demonstra muita qualidade mostrando um enorme potencial apesar dos seus vinte anos.

Dono de um pé esquerdo fabuloso, tem o dom de saber usar velocidade e técnica na mesma jogada, pela ala direita faz movimentos muito semelhantes a Arjen Robben vindo da linha para dentro causando grandes rupturas nas defesas contrárias.

É um jogador que dá vida a qualquer ataque, e uma bola moribunda cedo se transforma numa bola diabólica. Com uma boa técnica de remate tem alguns golos de belo recorte.

Falta-lhe decidir e definir melhor as jogadas mas acho que essa evolução acontecerá com o avançar do tempo, o facto de só jogar praticamente com o pé esquerdo contribui para essas más decisões/definições.

A nível táctico aponto-lhe falta de cobertura no apoio defensivo mas consegue compensar no ataque, abrindo linhas de passe e tendo um bom sentido posicional fazendo todas as posições do ataque.

É um jogador que não foge do contacto físico, e apesar de não ter uma grande estampa física, consegue ser um jogador atlético.

No jogo desta época com o Real Madrid, o nigeriano foi uma autêntica dor de cabeça para os merengues, construindo muitos lances de perigo para a sua equipa, perfumando o jogo com o seu estilo característico.

Neste vídeo, estão compilados os seus melhores lances desse jogo:

Fã incondicional de Jay Jay Okocha, Samu tem a ambição de ser tão brilhante como o seu ídolo. Prevejo que não ficará no La Ceramica muito tempo, pois a sua evolução tem sido brutal.

Esta época já leva dois golos e uma assistência no cameponato em sete jogos, e não ficará por estes números.

O prefume africano de Samu vai se espalhar pelos estádios da La Liga e vamos ter a oportunidade de seguir a sua evolução.

Quanto à sua comparação a Robben… bem, fica à vossa descrição.

Foto de Capa: UEFA

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários