Anterior1 de 11Próximo

sl benfica cabeçalho 1

Coube-me a mim, vá-se lá saber o porquê, a nobre função de eleger aquele que, na minha mais sincera e modesta opinião, é o melhor onze do Benfica nos últimos sete anos. Ponderei bastante pois isto não é coisa que se faça de ânimo leve e tive de deixar de fora uns quantos que, com muita pena, não foram seleccionados. A esses deixo o meu forte abraço e votos de prosperidade. Estás a ouvir, Carrillo?

Guarda-Redes

Fonte: SL Benfica
Fonte: SL Benfica

Jan Oblak – Paulo Lopes. Estou a gozar! Eu escrevi este texto às duas horas da manhã, mas ainda tinha noção das coisas. Agora a falar a sério, Oblak. Sim eu sei que vão todos falar do Ederson e da máquina que ele é e que todo o bom guarda-redes tem de ter um q.b de maluco para ser bom. Discordo. A ciência de um bom redes está na frieza com que ele aborda o jogo. Um redes que seja frio sabe ler o que se passa na campo e transmite mais segurança à equipa. Oblak cumpria todos estes requisitos. Peca por ser uma nódoa a defender penáltis, mas, tirando a final contra o Sevilha, sempre lhe conferi o estatuto de um dos melhores.

Anterior1 de 11Próximo

Comentários

Artigo anterior#7AnosBnR – O melhor 11 do Sporting CP nos últimos 7 anos
Próximo artigo#7AnosBnR – Os 7 momentos marcantes desde a fundação do BnR
João Valente é um apaixonado pela arte do futebol. Nascido e criado durante boa parte do tempo em Lisboa, começou a seguir este desporto com uns tenros quatro anos e, desde então, tem sido um namoro interminável. É benfiquista de gema – mas não um que só vê Benfica à frente! É alguém que sabe ser justo quer o Benfica ganhe ou perca e que está cá para salientar os porquês, na sua opinião, dos resultados. Como adepto de futebol que é não segue só a atualidade do futebol português; faz questão também de acompanhar a par e passo o que de mais importante acontece nos principais campeonatos. A conjugar com o seu interesse pelo futebol, e pela malha, desporto que descobriu porque o seu avô era campeão lá na rua, veio a escrita, forma que encontra de expor os seus pensamentos na esperança de um dia se tornar num grande jornalista de desporto, algo que dificilmente acontecerá mas, tudo bem, ele um dia há-de perceber isso.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.