No passado dia 23 de Junho foi aprovada a destituição da direção de Bruno de Carvalho em Assembleia Geral, com este resultado é inevitável que os/as sócios/as sejam chamados/as a eleger novamente quem querem no leme do clube, eleições essas que se realizarão no dia oito de Setembro.

Depois da destituição de Bruno de Carvalho, foi necessário recorrer a uma comissão de gestão até à realização de novas eleições. Em aproximadamente duas semanas, a comissão de gestão liderada por Sousa Cintra (re)começou a preparação da nova temporada e desde logo com algumas decisões polémicas que muita tinta fizeram e continuam a fazer correr. Acompanhe as análises às decisões, apresentadas de seguida.