20 de Março de 2016 – 27ª Jornada da Liga NOS 

Boavista 0–1 Benfica        

Jogar no Bessa é sempre difícil e as esperanças do Sporting – que tinham de esperar por um tropeço dos encarnados para se colocarem na liderança– estavam depositadas nos axadrezados para conseguirem esse tal percalço.

O tempo regulamentar terminava com empate a zeros no norte do país. O Boavista aguentava 93 minutos sem sofrer, embora não tivesse conseguido também marcar, mas o empate já se mostrava um resultado muito positivo para os boavisteiros e muito negativo para os benfiquistas, que ficavam assim à mercê do Sporting, que podia passar para a frente da liga.

Anúncio Publicitário

Jonas tinha algo diferente em mente e, num toque de verdadeiro avançado, consegue meter a bola na baliza resistente. Foi o delírio no Bessa, com o golo aliviado do brasileiro, que permitiu ao Benfica continuar na liderança. O golo do 35.º campeonato, para uns que dizem que este foi um dos jogos mais determinantes para a conquista do troféu pelo Benfica na época transata.

 

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Artigo anteriorUm virar de página na carreira de Eric Bicfalvi
Próximo artigoJuventude de Viana empata Benfica
Desde pequeno que o Benfica faz parte da vida do Pedro Estorninho. Avô e pai benfiquistas deixaram-lhe no sangue a chama das águias. A viver nos Açores nunca teve muitas oportunidades de ver o clube ao vivo, mas os estudos trouxeram-no à capital, onde pode assistir de perto aos jogos do tricampeão. A paixão pela escrita sempre foi algo dentro dele que nunca conseguiu mostrar e surge agora a oportunidade de juntar o melhor dos dois mundos.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.