Cabeçalho modalidades

1.

Fonte: Facebook de Ernests Gulbis
Fonte: Facebook de Ernests Gulbis

Ernests Gulbis – Filho de um dos maiores magnatas Letãos, Ernests Gulbis é um dos mais paradigmáticos casos de talento desperdiçado. Ou não. O “menino-rico” que possui para além de um helicóptero, um submarino e uma nave espacial (sim, leu bem, uma nave espacial) diz que não joga ténis pelo dinheiro, fama, ou tão pouco pelo amor ao desporto. Faz tudo “meramente pelo gozo” que lhe dá. Até mesmo quando passou uma noite na prisão, antes de participar no ATP de Estocolmo, o letão achou piada à experiência e chega até a recomendar a todos que o façam “pelo menos uma vez na vida”. Dentro do court, deu nas vistas em 2007 quando eliminou Tim Henman em Roland Garros, chegando aos quartos-de-final desse Grand Slam no ano seguinte. Em 2014 atingiu a sua melhor classificação de sempre (10º) após uma fantástica época de terra batida que culminou nas meias-finais de Roland Garros (eliminou Roger Federer e apenas foi derrotado por Djokovic). Detentor de uma esquerda fabulosa e serviço potente, já tornou bem claro que num dia bom, pode eliminar qualquer um. “Dias bons” é que têm sido poucos, e o letão ocupa agora o 208º posto do ranking ATP.