Espaço do Bola na Rede dedicado à opinião de cronistas convidados para escreverem sobre os mais variados temas da atualidade desportiva.

É já esta sexta-feira, a partir das 21h15, que se disputa o 308.º dérbi eterno entre Sporting Clube de Portugal e Sport Lisboa e Benfica, o 147.º em casa dos “leões”.

Jogo a contar para a 17.ª jornada da Liga Portugal, ou seja, no dobrar da prova, e que coloca em duelo rivais separados por 16 pontos, com o Benfica isolado na liderança e o Sporting a ocupar o quarto lugar.

E é importante, desde já, que se desmistifique um velho chavão: por norma, não é a equipa que está em pior momento que vence, e por isso os “encarnados” surgem como favoritos, não há volta a dar. Dispõem de mais opções, estão numa dinâmica de triunfos, Ferro e Gabriel aparentam estar recuperáveis para Alvalade e até a história não está contra o clube da Luz. Isto porque o Benfica tem tantos triunfos (32) quanto o seu rival, a jogar fora, o que diz bem das dificuldades que as “águias” costumam causar aos “leões”.

Anúncio Publicitário

Mas atenção, dérbi é sempre dérbi, e o Sporting vai encarar este jogo com o total propósito de derrubar o rival da 2.ª Circular, mais que não seja pela honra, até porque um triunfo “verde e branco” seria o melhor tónico possível para a 2.ª volta.

Bruno Fernandes e Pizzi podem ser duas figuras no dérbi desta sexta-feira
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Coates está castigado, Vietto lesionado, mas Bruno Fernandes, o “artista” leonino, ainda deverá alinhar numa partida sempre especial, o que torna o Sporting mais forte, necessariamente.

Do lado benfiquista há a convicção de que este duelo não é decisivo, já que os comandados de Bruno Lage têm quatro pontos de avanço, pelo que é de acreditar que o Benfica não entre a todo o gás, podendo tentar gerir o encontro, como fez em Guimarães.

A contar para o campeonato, o Sporting não ganha em casa ao Benfica desde Abril de 2012, sendo que na temporada passada os “encarnados” venceram por 4-2.

É de esperar um jogo emotivo, com o Sporting a tentar ser “mandão”, repetindo a performance frente ao FC Porto, mas sabe-se que este Benfica também consegue ser uma equipa cínica e que consegue fechar os caminhos para a sua baliza, apesar dos deslizes contra o Desportivo das Aves e Rio Ave.

A experiência de Mathieu, a garra de Acuña e o virtuosismo de Bruno Fernandes são trunfos para Silas, enquanto Lage conta com um Cervi em grande forma, sem esquecer mais opções no meio-campo, a influência de Pizzi, o “cheiro” pelo golo de Carlos Vinícius e… um possível regresso de Rafa.

Uma coisa é certa: o espectáculo está garantido e não há jogo como este.

APOSTA VIP: Empate (1-1)

Este dérbi pode encaminhar-se para um empate a uma bola, com o Sporting a ver premiado o seu esforço, mas também é justo reconhecer que raramente o Benfica não marca. É de esperar uma equipa leonina a adiantar-se no marcador, com as “águias” ainda a irem a tempo de minorar estragos, num mal menor.

Foto de Capa: Carlos Silva / Bola na Rede

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários