Em face do comunicado emitido em nome do antigo jogador e agora treinador José Pedro, onde é afirmado: “(…) sem querer entrar em detalhes excessivos sobre inúmeras frases e expressões que surgiram na entrevista e não correspondem ao que disse, ainda assim, quero deixar claro que jamais iria dar indicações ou ordens ao diretor-desportivo, Hugo Viana, e ao presidente Frederico Varandas sobre como deveriam fazer o seu trabalho, nem tão pouco colocar em causa as suas boas intenções e honestidade.”, o Orgão de Comunicação Social Bola na Rede vê-se obrigado a responder, de forma a restabelecer a realidade dos factos e o bom nome do mesmo.

1 – Repudiamos e rejeitamos cabalmente as afirmações proferidas no comunicado, que lamentamos profundamente;

2 – Todas as entrevistas que foram realizadas por nós ao longo dos quase 10 anos de projeto foram realizadas com o aval dos intervenientes e todas as gravações tiveram o consentimento de cada um dos entrevistados. Apesar de sermos uma equipa jovem, existem valores que nunca iremos colocar em causa, como a isenção, frontalidade, rigor, honestidade e profissionalismo;

3 – Em momento algum de qualquer entrevista que tenhamos realizado colocámos opiniões que não as dos entrevistados, palavras que não tenham sido proferidas, moldámos ou distorcemos raciocínios e adulterámos declarações;

4 – Não seguimos nenhuma agenda, não temos segundas intenções com os nossos trabalhos e queremos sempre contribuir para um futebol livre, de discurso livre e sem poderes instalados. Valorizamos muito o nosso projeto para o colocar em causa com títulos sensacionalistas, omissões ou qualquer espécie de influência exterior;

5 – Desta forma, e em nome da verdade para com os deveres do Jornalismo e com a consciência de que deveremos sempre contribuir para a credibilização do mesmo, iremos disponibilizar o áudio em bruto da entrevista realizada por Frederico Seruya e o entrevistado mencionado anteriormente a qualquer Orgão de Comunicação Social. Tomámos esta decisão editorial para que não sejamos confrontados com qualquer outro argumento que se apoie em áudios editados ou qualquer outro forma de manipulação.

Anúncio Publicitário

6 – Queremos, em nome pessoal e de cada um dos elementos que compõem este projeto, garantir que esta questão em nada nos irá fazer desvirtuar do caminho que trilhámos, apoiado na isenção, num jornalismo limpo de clubismos, de facciosismos, e que não nos iremos subverter a poderes superiores por parte de qualquer entidade.

 

A Direção do projeto Bola na Rede,

Mário Cagica Oliveira e Vítor Miguel Gonçalves

Artigo revisto por Joana Mendes

 

 

Comentários