O World Scouting Congress, congresso mundial que envolve analistas e responsáveis de clubes portugueses, europeus e mundiais, decorre no Porto Palace Hotel, na Avenida da Boavista entre hoje e amanhã. O Bola na Rede esteve em cima do acontecimento e conta-te agora tudo o que foi abordado neste primeiro dia, com direito a declarações de dirigentes do Liverpool FC, Sevilha FC e Rio Ave FC!

Este primeiro dia começou com uma palestra de Daniel Barreira, professor na FADEUP e scout do FC Barcelona. Nesta palestra, o orador falou sobre a “interpretação e análise do comportamento dentro de campo”. Esta primeira palestra ocupou grande parte do horário matinal. Primeiramente, Daniel Barreira começou a “Masterclass” por dizer que o trabalho de um analista remete para a “observação e interpretação da performance”.

No que diz respeito à observação o professor da FADEUP realçou que um dos seus sítios preferidos para observar jogadores é na academia do SC Braga, já que “até se ouve o respirar do jogador. Daniel diz que é importante poder visualizar cada pormenor em campo e que “o mínimo detalhe importa para uma observação bem conseguida”. Aliás, a própria posição do analista na bancada de um estádio chega a diferir de posição para posição dos jogadores que se vai observar.

Em seguida, o scout do FC Barcelona refere que há dois tipos de análise que um analista tem que ter em conta. São estes a análise da própria equipa que o analista representa e a análise da equipa adversária, acabando mesmo por admitir que são as duas “igualmente importantes”. Uma terceira componente que foi sublinhada no decorrer da palestra foi o aspeto físico de um jogador quando este é analisado.

Assim, Daniel Barreira recorre a estudos cientificos para comprovar que “o rendimento de um jogador não é afetado por ter dois jogos por semana”, mas que o facto de entrar nesta rotina “aumenta em cinco vezes a probabilidade de lesão do jogador”. A “Masterclass” prosseguiu com uma série de vídeos com os quais o orador pretendeu demonstrar boas e más ações tidas por jogadores no decorrer dos jogos. Os vídeos foram separados por posições e consequente momento do jogo.

Ou seja, Daniel passou por cada posição e explicou ações de jogadores em todos os momentos do jogo, defensivo ou ofensivo. Por último, o professor da FADEUP explicou a importância de um trabalho de um analista num clube, já que é neste cargo que se trata a informação que depois é passada à equipa técnica e que, por sua vez, passa a informação analisada e recolhida aos jogadores. A informação, segundo Daniel Barreira, “deve ser filtrada na hora de a passar aos jogadores”, já que é no sentido prático que lhe interessa saber em que é que podem melhorar.

A segunda palestra da manhã teve um orador espanhol, country manager de Portugal e Espanha para a Hudl. A Hudl é uma aplicação e website de análise, base de dados de vídeos, e de partilha desses mesmo dados. A apresentação do orador serviu de apresentação para a plataforma Hudl e teve como fim o de realçar o quão fácil é utilizar a Hudl e o quão essencial esta aplicação consegue ser no trabalho de um scout.

Luís Guimarães fechou o painel da parte da manhã
Fonte: Bola na Rede

A última palestra da manhã deste primeiro dia do World Scouting Congress foi conduzida por Luís Guimarães, um dos responsáveis de scouting do Moreirense FC. O tema desta última apresentação foi a construção de relatórios e a importância de uma base de dados para o bom desempenho profissional de um scout. Luís recorreu a exemplos para demonstrar a sua ética de trabalho e mostrou como é que corresponde a um requisito do clube no que toca a procurar um jogador com determinadas características. Seguiu-se depois para uma pausa para o almoço.

O eventou reatou, em seguida, como “Football Market” que foi pensado no registo de “Speed Dating”. Desta forma, representantes de empresas marcavam uma reunião com o clube com o qual se queriam reunir e depois tinham quinze minutos para colocar as questões que quisesse. Estiveram presentes representantes de clubes desde o Manchester United ao Fafe e a dinâmica passava por cada empresa interessada poder esclarecer as questões que quisesse. O “Football Market” ocupou a tarde toda de evento, terminando às 19 horas e fazendo antever um segundo dia de evento ainda melhor.

Foto de Capa: Bola na Rede

Revisto por: Jorge Neves

 

Comentários