internacional cabeçalho

Nos últimos dias, têm surgido notícias que dão Falcao como certo no Chelsea. Devo confessar que fiquei bastante agradada com esta transferência; desde a grave lesão que sofreu, em 2014, que o jogador colombiano não conseguiu voltar a brilhar tal qual nos havia habituado.

Apesar de não ser adepta do FC Porto, considero Falcao “nosso”. E acho que não sou a única. El Tigre ficou internacionalmente conhecido em Portugal. Tornou-se um craque em Portugal. Deve, no meu entender, muitos dos seus sucessos ao clube portista e ao nosso país. E é por estes motivos que fico feliz e anseio pelo renascer do avançado. As duas épocas no Atlético de Madrid confirmaram o potencial que emergiu na cidade invicta: Falcao marcou 70 golos ao serviço dos colchoneros e é, dois anos volvidos, um dos grandes símbolos da história recente do clube.

Mas com a rotura de ligamentos no joelho esquerdo, já no Mónaco, também a sua carreira sofreu um valente rombo. Fora dos relvados durante meio ano, ausente do Mundial do Brasil, Falcao deixou de estar presente na linha cimeira do futebol internacional. E o empréstimo ao Manchester United só agudizou essa situação. Se alguns (incluindo-me nesse grupo) acharam que o futebol inglês era o sítio certo para um típico number nine, “rodinhas baixas” mas que marca golos de cabeça com tanta categoria como Jardel, a história fez questão de os provar errados. A travessia por terras britânicas foi um deserto de golos, exibições e concretizações, com os red devils a confirmarem o término do empréstimo ainda em Maio.

Falcao deve jogar no Chelsea na próxima temporada Fonte: Facebook Oficial de Falcao
Falcao deve jogar no Chelsea na próxima temporada
Fonte: Facebook Oficial de Falcao

E chegamos, então, ao presente mercado de transferências. Que dá Falcao como certo no Chelsea. Chelsea de Mourinho. Não encontro treinador mais certeiro para o colombiano. Nacionalismos à parte, atenção. Mourinho sabe o que é ser grande no FC Porto; sabe o que é estar num enormíssimo clube espanhol; sabe o que é lutar pela glória em palcos mais distantes e quiçá esquecidos (Mourinho em Itália, Falcao em França); e sabe, acima de tudo, que é possível renascer das cinzas e voltar a singrar. Anseio pelos resultados desta parceria e, quem sabe, por uma reprodução da dupla Mourinho/Drogba.

Anúncio Publicitário

Hoje, Falcao joga frente ao Brasil, na segunda jornada da Copa América. Embora a concorrência de Jackson Martínez seja feroz, acredito na afirmação de El Tigre ao serviço da selecção colombiana. Depois de uma época desapontante, o avançado precisa de vitórias, de adrenalina, de bola no pé e, acima de tudo, de golos.

Pep Guardiola disse um dia que Radamel Falcao era “sensacional, um dos mais talentosos do mundo”. Subscrevo.

Foto de Capa: Página de Facebook Oficial de Falcao