Após a paragem para os compromissos dos “Palancas Negras”, a terceira jornada do campeonato angolano realizou-se entre 22 e 25 de novembro e houve muitos golos e festa nos diferentes estádios onde se jogaram as partidas desta ronda. Com muitas ocorrências, o destaque vai para a resposta em força dos crónicos candidatos ao título.

Com a ronda a ser inaugurada em Luanda, o Petro recebeu e venceu o Saurimo FC pela margem mínima. O conjunto petrolífero não protagonizou uma exibição de “encher o olho”, mas fez o suficiente para garantir mais um triunfo – o reforço Vá voltou a ser a figura da partida, ao marcar o golo que deu os três pontos aos da casa, no decorrer da segunda parte. Assim, a equipa de Beto Bianchi, que no final do jogo pediu paciência e compreensão aos adeptos pelas exibições pouco convincentes, está no topo com oito pontos já conquistados. 

Vá apontou o golo da vitória do Petro frente ao Saurimo FC
Fonte: Petro de Luanda

O eterno rival, 1.º de Agosto, também não vacilou nesta jornada. No Estádio dos Coqueiros, o dérbi luandense entre ASA e D’Agosto, um dos mais antigos do Girabola, marcava o regresso de Dragan Jovic ao comando técnico do tricampeão. A jogar fora, os “Militares” não deram hipóteses aos recém-promovidos e venceram por três golos sem resposta – os autores dos tentos foram Mabululu, Aquino e Bobó. A vitória permite ao 1.º de Agosto alcançar o segundo lugar, com sete pontos, a um do líder, mas com um jogo a menos.

O Recreativo do Libolo deu sinais de que esta época quer escrever uma história diferente. Frente ao Sporting de Cabinda, em casa, a turma libolense venceu por 3-0 – os golos foram apontados por Carlos Alves, Donato e Siaka Bamba. O triunfo foi o primeiro do Libolo na atual edição do Girabola, o que permitiu à equipa somar quatro pontos nos três encontros já realizados.

O Kabuscorp foi o único candidato a terminar a jornada sem sorrir. Na visita ao terreno do Desportivo da Huíla, o conjunto do bairro do Palanca perdeu por 2-1, com Bruno e Lionel a fazerem os tentos caseiros, ao passo que Ebunga reduziu a diferença no marcador nos últimos minutos do encontro, mas em vão. Este foi o primeiro desaire do Kabuscorp na prova, fazendo com que mantenha os quatro pontos conquistados nas partidas anteriores.

Nos outros encontros da jornada, o Progresso do Sambizanga venceu o Recreativo da Caála por 3-1. O Interclube foi até Cuando Cubango vencer a equipa local por 0-2, com um bis de Das Faa. O Bravos do Maquis bateu fora o Santa Rita de Cásia por 1-2, ao passo que Académica do Lobito e Sagrada Esperança empataram a zero.

Em jeito de conclusão, os crónicos candidatos ao título deram uma resposta em força e há, assim, a certeza de que o Girabola terá mais uma bela e intensa disputa pelo título de campeão. Com D’Agosto, Petro e Libolo a vencerem, a única exceção foi o Kabuscorp, que sofreu a primeira derrota na prova, mas certamente irá conseguir recuperar após o desaire. A continuar assim, a 41.ª edição do principal campeonato promete ser interessante para quem acompanhar!

Foto de capa: 1.º de Agosto

Comentários