A 4.ª jornada do campeonato angolano realizou-se no primeiro fim-de-semana de dezembro, e foi repleta de golos e “futebol espetáculo” nos diferentes estádios onde se jogaram as partidas desta ronda.

O Petro não jogou, uma vez que tinha adiantado o seu compromisso devido à participação na eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça da Confederação Africana. Na altura, a equipa de Beto Bianchi foi até Cabinda jogar contra o Sporting local, e empatou a uma bola. Devido a isso, o conjunto petrolífero liderou o Girabola se disputar esta ronda, sendo que, devido à perda de pontos fora, foi ultrapassado na classificação.

O trio atacante Mabululu, Ary Papel e Jacques teve em evidência na partida frente ao Santa Rita de Cássia
Fonte: 1.º de Agosto

O 1.º de Agosto aproveitou da melhor forma esse resultado do rival, e saltou para o topo. A jogar perante o seu público, os “Militares” receberam e bateram categoricamente o Santa Rita de Cássia, por expressivos 5-0 – os golos foram apontados por Mabululu (bis), Ary Papel (bis) e Paizo. O triunfo confortável permitiu aos comandados de Dragan Jovic alcançar os 10 pontos ao fim de quatros jogos realizados, regressando ao primeiro lugar da classificação.

O Recreativo do Libolo teve de suar para conseguir pontuar nesta ronda. Na visita ao terreno do Recreativo da Caála, a turma do Calulo empatou a duas bolas, mas só alcançou o empate em tempo de compensação – o Caála teve a vencer por 2-0, mas permitiu a recuperação forasteira, com Marco Airosa a marcar o tento que igualou o marcador. Com este ponto conquistado, o Libolo chega aos cinco pontos já amealhados.

O Kabuscorp voltou a terminar a jornada sem sorrir. Na receção ao ASA, o conjunto do bairro do Palanca perdeu pela margem mínima, com Modeste a fazer o tento forasteiro. O Kabuscorp ainda tentou reagir, mas não conseguiu impedir o segundo desaire na prova, fazendo com que mantenha os quatro pontos conquistados nas partidas anteriores.

Nos outros encontros da jornada, apenas houve um triunfo, com o Cuando Cubango a vencer fora pela margem mínima o Saurimo FC. De resto, apenas empates: Bravos do Maquis 1-1 Académica do Lobito, Sagrada Esperança 1-1 Progresso do Sambizanga e Interclube 1-1 Desportivo da Huíla.

Em jeito de conclusão, o grande vencedor da ronda foi o tricampeão D’Agosto, uma vez que, além de ter brindado a sua massa adepta com uma resultado esmagador e exibição com elevada nota artística, conseguiu assegurar o primeiro lugar da tabela, por troca com o seu eterno rival, Petro. Com ambas as equipas focadas nas eliminatórias das competições africanas, veremos com irá ser a próxima jornada, para descobrir se o 1.º de Agosto manterá a liderança ou irá ser ultrapassado pelo Petro de Luanda.

 

Comentários