O fim-de-semana de 11 e 12 de agosto foi atípico, uma vez que não se jogou uma ronda inteira, mas sim apenas dois jogos no Girabola. Os encontros disputados serviram para acerto de calendário, com os dois rivais de Luanda (D’Agosto e Petro) a entrarem em campo, com o objetivo de vencer para continuar a sonhar com a conquista do título.

O primeiro a entrar em campo foi o Petro de Luanda, que recebeu em sua casa o Desportivo da Huíla, numa partida referente à 28.ª jornada. A equipa petrolífera estava ciente de que só os três pontos interessavam para ainda manter a esperança em conquistar o título, embora soubesse de antemão da dificuldade do adversário, que se encontra a realizar um belo campeonato. Depois de uma primeira parte sem golos, os comandados de Beto Bianchi conseguiram desfazer o nulo no segundo tempo e alcançaram um triunfo por 2-0 – os golos foram apontados por Tony e Tiago Azulão.

O 1.º de Agosto lidou bem com a pressão, e também conquistou os três pontos. A jogar perante o seu público, os “Militares”, depois de terem empatado a meio da semana frente ao Recreativo da Caála, pretendiam vencer o aflito Domant FC, para ficar mais próximos da conquista do tricampeonato. E foi com esse objetivo em mente que os homens de Zoran Maki partiram para o jogo em atraso da 26.ª jornada, e conseguiram alcançar o pretendido: triunfo pela margem mínima, graças a um autogolo de Edson, nos últimos cinco minutos da primeira parte.

Os “Militares” venceram o Domant e estão a uma vitória do título
Fonte: 1.º de Agosto

Como seria de prever no início da época, o título será (novamente) discutido entre o 1.º de Agosto e Petro de Luanda. Mas o que se poderá esperar das próximas duas jornadas?

Ora, olhando para o que falta jogar às duas equipas, podemos concluir que o Petro irá ter dois jogos complicados até ao final do Girabola’18, uma vez que vai defrontar duas equipas da primeira metade da tabela classificativa (ida ao terreno do Interclube e receção ao Sagrada Esperança). Já o D’Agosto tem apenas um jogo complicado em teoria – também defronta o Sagrada Esperança, mas vai até ao Dundo jogar – e termina em casa frente ao quase salvo da descida FC Casa Militar.

A atual realidade aponta para a revalidação do título por parte do conjunto de Maki, mas, sem esquecer o que tem sido a edição deste ano do principal campeonato angolano, poderá ainda ocorrer uma surpresa no topo da classificação! Teremos tricampeonato militar ou recuperação do título tricolor? Iremos descobrir nas jornadas que faltam.

Foto de Capa: 1.º de Agosto

 

Comentários