internacional cabeçalho

Era dia 31, e estava tudo a fazer figas para não perder a pérola do seu clube e ficar, finalmente, descansado. Foi um dia movimentado, como costuma ser, mas sem nada de anormal a apontar, até que… Do nada, Martial abandona o estágio da selecção francesa para ir a Inglaterra assinar pelo Manchester United. Até aqui tudo bem. Sabia-se que Van Gaal queria mais um atacante, Martial não era a opção mais expectável, mas mesmo assim nada de anormal. Tudo enlouqueceu quando os números surgiram: 50 milhões de euros pelo jovem francês de 19 anos. Mais! Esta transferência pode ascender aos 80 milhões caso o jovem Martial marque 25 golos em todas as competições, alcance as 25 internacionalizações e, a mais difícil de todas, se ganhar a Bola de Ouro. Cada um deste bónus vale 10 milhões ao Mónaco e têm de ser alcançados até ao final do contrato.

A transferência confirmou-se. Os valores loucos surpreenderam um mundo que começa a ficar cada vez menos surpreso com estes números astronómicos a tornarem-se cada vez mais habituais. As declarações de Van Gaal demoraram mais do que se esperava, mas chegaram. O técnico dos red devils apelidou os valores de “ridículos”. Apesar disso, Van Gaal não deixou de classificar Martial como uma aposta para o futuro, um investimento a longo prazo que o próprio arrumou como sendo uma “prenda” para Ryan Giggs, o adjunto que o holandês considera ser o seu sucessor natural.

Martial tem tudo para ser um grande jogador, não sei se tem o suficiente para alcançar a Bola de Ouro, mas a seu tempo se verá. O jovem francês foi um verdadeiro achado; resgatado pelo Mónaco da equipa B do Lyon, Martial não demorou muito a conquistar um lugar entre as principais opções de Leonardo Jardim. É um jogador rápido, possante e que faz muito bem o movimento da lateral para a zona central do campo, o que lhe valeu alguns golos mesmo neste início de temporada ainda ao serviço do clube monegasco. Pode também jogar como segundo ponta-de-lança, posição que desempenhava antigamente, podendo formar assim uma futura dupla com Rooney. Uma dupla móvel e capaz de ir buscar mais jogo atrás, deixando o meio campo mais solto para jogadas ofensivas. Apesar disso, para mim, é um tipo de jogador que gosto de ver na ala.

11219310_1046662152035213_3474300923918370830_n
Martial custou 80 milhões de euros ao M. United
Fonte: Facebook Oficial Anthony Martial

Agora, quando se fala de que esta é uma prenda de Van Gaal para Ryan Giggs, fico a pensar: ou o United tem muito dinheiro para atirar à rua ou o holandês tem uma paixão secreta pelo antigo capitão do United. Tantas jovens promessas que já deram mais garantias que o francês… Mesmo na óptica de reforçar a equipa no imediato, a contratação de Martial com os números apresentados e com os argumentos dados em campo pelo jogador são injustificáveis. Tanto se falou em Gaitán e mais uma vez nada. Gaitán custaria entre 30 a 35 milhões de euros e é um jogador mais experiente e com garantias dadas. Eu já tentei observar esta transferência de todos os ângulos e não consigo encontrar uma justificação forte para esta contratação com os valores praticados… Quer dizer, encontro, sim. Martial é agenciado por Jorge Mendes e, dito isto, o artigo poderia acabar aqui.

Anúncio Publicitário

Martial pode vir a calar-me? Pode, mas duvido. Para me calar não tem só de provar que é bom, tem de jogar a um nível que justifique o investimento. Tem uma margem de progresso enorme e juntamente com Depay poderá vir a formar a dupla de médios ofensivos laterais mais assustadora do mundo. Mas também pode não acontecer.

Está tudo louco. Os empresários mandam mais do que qualquer outra entidade. É necessário uma deflação nos valores dos jogadores e nas propostas apresentadas. Algo que não se vê num horizonte muito próximo com a elevada quantia que cada clube inglês da Premier League irá receber em receitas televisivas. Esta foi uma negociação feita em cima dos joelhos, tal como a de De Gea… O United junta-se a clubes como Liverpool, que não sabem igualmente negociar um jogador pelo seu preço real. É um mundo louco em que vivemos, um mundo em que Martial vale tanto como James ou Suaréz, mais que Kroos ou tantos outros. É um mundo do qual quero fugir, a ignorância assola-nos. Parece tudo um jogo de Football Manager em que se editaram os orçamentos e se compra tudo, dê por onde der. Este não é um mundo real. É o mundo de Jorge Mendes, onde a realidade é uma virtualidade para todos os outros.