Anúncio Publicitário

A CRÓNICA: BÁVAROS COM ESTRELINHA RECONQUITSAM O TOPO DA LIGA ALEMÃ

A ronda 13 da Liga Alemã trouxe jogo grande para todos os amantes de futebol, opondo um surpreendente Bayer 04 Leverkusen, líder do campeonato, contra o todo-poderoso FC Bayern München logo atrás na tabela classificativa.

Num primeiro quarto de hora marcado por um relativo equilíbrio entre as duas equipas, coube ao Leverkusen desatar esse nó, por intermédio de Schick, que após um pontapé de canto colocou a bola dentro da baliza de Neuer com um remate fulminante.

Anúncio Publicitário

Em vantagem no marcador, os caseiros foram crescendo na partida, mas, ainda assim, apesar do melhor futebol praticado pelos da casa, foram mesmo os visitantes que mexeram com o marcador, restabelecendo a igualdade na partida muito perto do intervalo, pela cabeça do inevitável Lewandowski, que aproveitou uma falha de comunicação de Tah e Hrádecký para colocar a bola no fundo das redes.

No segundo tempo, os farmacêuticos voltaram a entrar muito bem na partida, controlando o ritmo do jogo à sua vontade e criando perigo junto da baliza adversária. Com o correr do relógio a intensidade da partida foi diminuindo, bem como as oportunidades de golo. Contudo, Musiala e Gnabry tiveram nos pés as melhores oportunidades dos segundos 45 minutos, com o primeiro a mandar a bola ao poste e com o segundo a permitir uma grande intervenção do guarda-redes adversário.

E quando toda a gente esperava a divisão de pontos no final da partida, um novo erro por parte da defensiva do Leverkusen permitiu a Lewandowski bisar no encontro e garantir os três pontos para o Bayern mesmo ao cair do pano.

Com este triunfo o Bayern München assume a liderança do principal campeonato alemão com 30 pontos, enquanto que o Leverkusen cai para o segundo lugar, com 28 pontos.

 

A FIGURA

Robert Lewandowski – “The Best” registou uma exibição algo apagada e desinspirada, mas como o grande avançado que é, quando a equipa mais precisou ele apareceu e resolveu a partida. Mais dois tentos para a conta do melhor avançado da atualidade.

O FORA DE JOGO

Jonathan Tah – O defesa alemão do Bayer 04 Leverkusen foi o elo mais fraco no encontro, estando diretamente envolvido nos dois golos sofridos pela sua equipa.

 

ANÁLISE TÁTICA – BAYER 04 LEVERKUSEN

A formação orientada por Peter Bosz atuou num dispositivo tático base de 4-3-3. No computo geral, os farmacêuticos fizeram uma grande partida, mostrando-se muito compactos e organizados, exceto nos momentos dos golos sofridos que nasceram de erros defensivos. Na manobra ofensiva, o trio atacante composto por Bailey- Schick-Diaby esteve sempre muito ativo no jogo, dando imensas dores de cabeça aos homens da linha defensiva bávara. A equipa da casa foi melhor que a formação adversária, mas no final, o resultado não se espelhou na qualidade da exibição.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Hrádecký (6)

Dragović (6)

Tah (5)

Tapsoba (7)

Sinkgraven (6)

Wirtz (6)

Baumgartlinger (7)

Amiri (6)

Bailey (6)

Schick (7)

Diaby (6)

SUBS UTILIZADOS

Demirbay (6)

Alario (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – FC BAYERN MÜNCHEN

Os comandados de Hans-Dieter Flick apresentaram-se num sistema tático de 4-2-3-1. Os bávaros mostram bastantes dificuldades de organização, bem como em lidar com a pressão exercida pelos jogadores do Bayer 04 Leverkusen, perdendo várias vezes a bola em zones proibidas.

Para além disso, a frente de ataque da formação da capital alemã mostrou-se muito desinspirada, não conseguindo criar grande perigo junto da baliza do adversário, com os golos do triunfo a surgirem de desatenções da defensiva do Leverkusen e do sentido de oportunidade do goleador Robert Lewandowski.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Neuer (6)

Süle (6)

Boateng (7)

Hernández (6)

Davies (6)

Tolisso (6)

Alaba (6)

Coman (6)

Müller (7)

Gnabry (7)

Lewandowksi (7)

SUBS UTILIZADOS

Sané (6)

Kimmich (7)

Musiala (6)

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome