Cabeçalho Liga Brasileira

O Campeonato brasileiro é um dos mais disputados do mundo, pois na maioria das edições cerca de cinco a seis clubes chegam na etapa final com chance clara de título. Mas todos os anos há sempre duas  ou três equipes que são tidas como favoritas, mesmo no começo da competição. Neste ano o Atlético MG é um desses times teoricamente mais fortes e com grandes chances de levantar a taça em Dezembro. Mas na prática as coisas estão acontecendo de forma muito diferente. Mesmo com um dos melhores elencos e estruturas do Brasil, o Galo tem decepcionado em campo e já se fala em reformulação total do clube.

No Campeonato Brasileiro o Atlético disputou 9 jogos até agora, somando 2 vitórias, 3 empates e 4 derrotas. Está com a 5ª pior campanha entre os 20 clubes da Série A e somente a 1 ponto da zona de rebaixamento da competição.  Esse péssimo desempenho no campeonato brasileiro  também põe uma enorme pressão na equipe para a continuidade da Copa do Brasil e da Libertadores, ambas em fase de mata-mata. O treinador Roger já tem seu cargo ameaçado e qualquer outro tropeço pode significar demissão para ele.

Anúncio Publicitário

A qualidade do Galo é inegável, principalmente no ataque com Robinho e Fred. É uma equipe com passes precisos e que chega com muito perigo à defesa adversária. No entanto, o time não está conseguindo converter essa qualidade em resultados. Por conta de erros primários da defesa  e falta de pontaria no ataque acaba deixando as vitórias escaparem. Mas além de tudo isso – que pode ser acertado nos treinamentos – a maioria dos jogadores têm se mostrado apáticos aos péssimos resultados no campeonato, entrando em campo “de salto alto”, como se jogassem na melhor equipe do mundo. Robinho, Fred e Cazares, referência do time no meio e ataque também estão atuando abaixo do que podem. Falta comando na equipe atleticana.

Robinho disputa bola com jogador do Sport no jogo válido pela 9ª rodada do Campeonato brasileiro Fonte: Atlético MG
Robinho disputa bola com jogador do Sport no jogo válido pela 9ª rodada do Campeonato brasileiro
Fonte: Atlético MG

Talvez falte condicionamento físico também. Um bom exemplo disso foi o empate cedido em casa ao Sport no final do jogo da última rodada do brasileirão. Não tomou a virada da equipe pernambucana por conta de grandes defesas do goleiro Victor.

Ainda há tempo para uma recuperação atleticana, uma vez que o campeonato ainda está em fase inicial, mas para isso, será preciso que os jogadores resgatem a garra e o ímpeto de jogar num time tão grande e com tanta tradição como o Atlético Mineiro. O treinador Roger Machado – que já foi cobrado pela diretoria – precisa acertar, além da pontaria e da defesa, a postura dos jogadores, que estão entrando em campo com medo e sem raça.

Foto de Capa: Atlético MG