logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Libtertadores: Massacre Brasileiro

Cabeçalho Liga Brasileira

Como antevi nesta casa, com mais ou menos dificuldade, a grande maioria dos clubes brasileiros passará esta fase de grupos da Taça dos Libertadores da América. E escrevo no futuro, porque ainda falta uma jornada por jogar, mas, matematicamente é muito difícil que isso não aconteça. É verdade que o futebol é uma caixinha de surpresas. Todavia, as coisas estão favoráveis para que os oitavos-de-final da competição tenham alguns jogos entre clubes de Terras de Vera Cruz.

Assim, no Grupo 1, temos o Botafogo com 7 pontos, mas com quatro jogos. O alvinegro carioca está em segundo lugar, com quatro pontos de vantagem sobre o Atlético Nacional, e a três pontos do primeiro lugar, o Barcelona de Guayaquil. Uma vitória, e o Fogão confirma a passagem.

No Grupo 2, o Santos é primeiro, com 8 pontos. Com um jogo em casa para fazer, um empate bastará para confirmar a passagem.

No Grupo 4, O Flamengo é primeiro, dando grandes espetáculos de futebol. Tem 9 pontos, e o Atlético Paranaense – outro clube brasileiro, também está no grupo – com 7. Em segundo, o S. Lorenzo lutará pela passagem com o Furacão. Se passar Flamengo e Atlético, é um grande aproveitamento dos canarinhos.

No Grupo 5, apesar da derrota por 3-2 com o Jorge Wilstermann, o Palmeiras segue na liderança com 10 pontos, em cinco partidas.

 O colombiano Borja, ex Atlético Nacional, foi a grande contratação do campeão Brasileiro em título, o Palmeiras Fonte: Spoiler Cultural
O colombiano Borja, ex Atlético Nacional, foi a grande contratação do campeão Brasileiro, Palmeiras
Fonte: Spoiler Cultural 

No Grupo 6, Aconteça o que acontecer, o apuramento já não foge ao Atlético Mineiro. Com 10 pontos, o Galo ainda pode subir à primeira posição, se vencer em casa, na próxima e última jornada, os argentinos do Godoy Cruz. Apenas um pontos os separa.

No Grupo 7, a malograda Chapecoense tem 4 pontos, em quatro jogos. Porém, está apenas a três pontos de distância de Lanús e Nacional, respetivamente líderes e vice-líderes do grupo. Ainda há esperança para os Catarinenses.

No oitavo e último grupo, o Grêmio lidera com 10 pontos, faltando apenas um jogo. Os tricolores do Rio Grande de Sul, recebem o Zamora, último classificado e única equipa da competição que ainda não conquistou nenhum ponto. Tudo leva a crer que os homens de Porto Alegre passarão em primeiro lugar.

Tudo isto confirma que o futebol na América do Sul – neste momento – está nas mãos dos brasileiros. Tanto ao nível das seleções, como de clubes. O alargamento de clubes canarinhos para sete participantes – este ano oito, porque a Chapecoense venceu a Copa Sul-Americana) – vem quase fazer desta competição Subcontinental, uma contenda quase nacional. Apenas uma grande razia de equipes brasileiras na fase do mata-mata, por exemplo, se jogarem entre si, fará que a final não seja jogada entre equipas daquele país. O domínio é claro. Veremos se isso se confirma.

Foto de Capa: Galera do Fla

O Daniel Melo é por vezes leitor, por vezes crítico. Armado em intelectual cinéfilo com laivos artísticos. Jornalista quando quer. O desporto é mais uma das muitas escapatórias para o submundo. A sua lápide terá escrita a seguinte frase: "Aqui jaz um rapaz que tinha jeito para tudo, mas que nunca fez nada".                                                                                                                                                 O Daniel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Daniel Melo é por vezes leitor, por vezes crítico. Armado em intelectual cinéfilo com laivos artísticos. Jornalista quando quer. O desporto é mais uma das muitas escapatórias para o submundo. A sua lápide terá escrita a seguinte frase: "Aqui jaz um rapaz que tinha jeito para tudo, mas que nunca fez nada".                                                                                                                                                 O Daniel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA