Final da Liga das Nações: domingo, 19h45, 10 de outubro de 2021
ANTEVISÃO: JOVEM “FÚRIA ESPANHOLA” TENTA COLHER OS PRIMEIROS FRUTOS CONTRA UMA FRANÇA RECHEADA DE CAMPEÕES DO MUNDO

O segundo vencedor da mais nova competição entre países da Europa será conhecido neste domingo. O estádio San Siro, em Milão, será o palco do duelo entre Espanha e França, que definirá quem leva para casa o troféu da Liga das Nações.

Ambas as seleções vieram de resultados expressivos durante as meias-finais. Primeiramente, a Espanha conseguiu vingar-se da derrota no Europeu deste ano, após bater a Itália. Em contrapartida, a França conseguiu uma virada histórica contra os “diabos vermelhos” da Bélgica.

Anúncio Publicitário

ALGUÉM IRÁ SUCEDER A PORTUGAL COMO VENCER DA LIGA DAS NAÇÕES, ESPANHA OU FRANÇA? A DECISÃO ESTÁ TAMBÉM NAS TUAS MÃOS E PODES APOSTAR JÁ NA BWIN!

No primeiro jogo das meias-finais, a “fúria espanhola”, recheada de jovens promessas sob o comando de Luis Enrique, teve como destaque o avançado Ferran Torres, autor dos dois golos que levaram a Espanha à final. Como resultado, o país ibérico tirou a sequência invicta de 37 jogos à Itália, além de eliminar o país sede da Liga das Nações.

Em contrapartida, o adversário de Espanha na final sofreu até ao último minuto para conquistar a vaga. O confronto foi marcado por um amplo domínio inicial dos belgas, que logo na primeira parte adquiriram uma vantagem de dois golos. No entanto, a força de um elenco vencedor com Mbappe, Pogba, Griezmann, entre outros, provou ser decisivo para recuperar a desvantagem.

Desta maneira, a Espanha aposta nas jovens promessas espanholas, que ainda devem ser lapidadas pelo mister Luis Enrique. Por outro lado, a França, com seus craques mundialmente reconhecidos, possui o que de melhor um selecionado de jogadores pode produzir num único país. Além disso, a possível conquista dos Le Bleus da Liga das Nações irá dar mais confiança ao país, num momento em que ainda se lembra a eliminação no último Europeu para a Suíça.

Assim, o título pode ser o primeiro passo de uma promissora geração espanhola. Contudo, também pode ocasionar, em caso de vitória francesa, a elevação de uma geração, que já possui o seu nome na história, para outro patamar.

 

10 DADOS RÁPIDOS
  1. Este será o 36.° jogo entre os Le Bleus e a “Fúria Espanhola”.
  2. Nos últimos cinco jogos entre as duas seleções, a Espanha perdeu apenas uma vez.
  3. A única final disputada entre as duas seleções foi a final da Europeu de 1984, onde a França ganhou por 2×0.
  4. Em campo neutro, houve até agora apenas cinco jogos entre as duas seleções.
  5. No total de jogos realizados em estádios neutros, os franceses possuem a vantagem no confronto, somando três vitórias.
  6. A última derrota da França foi apenas em 2020, durante um amigável contra a Finlândia.
  7. Somando todos os jogos entre as duas seleções, a Espanha possui a vantagem de 16 vitórias, contra 12 da França e sete empates.
  8. Os dois finalistas defrontaram-se pela última vez num grande torneio no Euro 2012, quando os espanhóis ganharam por 2×0 nos quartos-de-final.
  9. Apenas Hugo Lloris e Karim Benzema, do atual plantel, estiveram presentes no confronto dos quartos-de-final em 2012.

10. No lado espanhol, apenas o médio Sérgio Busquets estava presente na vitória contra a França em 2012.

 

JOGADORES A TER EM CONTA

Pablo Gavi (Espanha) – O jogador mais jovem a servir a Espanha, Gavi é a personificação deste trabalho processado por Luis Enrique. Jovem, habilidoso e acima de tudo destemido, o médio espanhol fez a sua estreia contra a atual campeã europeia e deu sinais claros de que está preparado para os seguintes desafios. Com estilo característico provido da La Masia, Gavi tem nos seus pés a oportunidade de dar ao seu país um título inédito.

Karim Benzema (França) – Avançado experiente, após um grande período ausente nos nomes dos selecionados franceses, Benzema retornou no último campeonato europeu. E de maneira natural, o craque do Real Madrid CF encaixou-se como se nunca tivesse se ausentado. Com posicionamento maduro, poder decisivo inigualável, Karim Benzema continua a ser uma grande ameaça para qualquer adversário.

 

XI’S PROVÁVEIS

Espanha: Unai Simón, Azpilicueta, Laporte, Pau Torres, Alonso, Gavi, Busquets, Koke, Sarabia, Torres, Oyarzabal.

Treinador: Luis Enrique

“Veja o plantel da França, o seu onze inicial; eles jogam em clubes de topo e são grandes jogadores: os melhores do Mundo. Os três jogadores que têm na frente são excelentes e capazes de virar qualquer jogo. Mas não vamos mudar nada sobre a nossa atitude ou as nossas ideias. Jogámos e derrotámos a melhor equipa do Euro e que melhor agora do que defrontar os atuais campeões mundiais? Quero ganhar um título na seleção com a Espanha, algo que a maioria de nós não fez.”

 

França: Lloris, Koundé, Varane, L. Hernández, Pavard, Tchouaméni, Pogba, T. Hernández, Griezmann, Mbappé, Benzema

Treinador: Didier Deschamps

“É impossível privar a Espanha da bola. Está no seu ADN ter a maior parte da posse da bola. Eles são capazes de passar bem a bola mesmo sob pressão. Também pressionaram muito bem a Itália quando perderam a bola. A noite após a meia-final foi de muita alegria e felicidade e isso significou que o ambiente estava mais leve no dia seguinte. Isso dá confiança a todos. A Espanha manteve a qualidade do seu jogo. Temos mais experiência, mas isso não nos dá garantias. Precisamos de todos os ingredientes certos para levar o troféu.”

 

PREVISÃO DE RESULTADO: ESPANHA 1-2 FRANÇA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome