ÚLTIMA HORA:

Club Atlético Madrid 2-0 FK Lokomotiv: A objetividade de um lado e a apatia do outro

Última jornada, momento de decisões no grupo D! O Atlético de Madrid recebeu e venceu o Lokomotiv por 2-0 – com golos de Félix e Felipe –, carimbando o acesso aos “oitavos” da Liga dos Campeões.

Nem um minuto de jogo estava decorrido e já João Félix tinha conquistado uma grande penalidade, prontamente assinalada pelo árbitro. Trippier encarregou-se de cobrar o penálti e permitiu que Kochenkov se redimisse com uma bela defesa. Mas nem isso travou a entrada impetuosa da formação da casa, que desde cedo mostrou que estava em campo para ganhar e não depender do resultado do outro jogo, entre Leverkusen e Juventus.

Quinze minutos depois do primeiro penálti, eis que surgiu o segundo. Zhemaletdinov tocou na bola com o braço dentro da grande área, o VAR alertou e desta vez foi João Félix a assumir a responsabilidade, inaugurando o marcador.

Sucederam-se várias oportunidades num primeiro tempo em que Oblak foi um mero espectador. Morata ameaçou por duas vezes (numa delas viu um golo ser-lhe anulado por fora de jogo), Thomas e Lodi obrigaram o guarda-redes a defesas apertadas e também João Félix dispôs de duas oportunidades, em menos de um minuto, para bisar. A superioridade dos colchoneros era evidente e o jogo encaminhar-se-ia para o intervalo com uma vantagem… curta.

Remate do central Felipe a dar o 2-0 ao Atlético
Fonte: FK Lokomotiv

O segundo tempo começou como o primeiro, com um Atlético mais objetivo e a querer chegar rapidamente ao segundo golo, algo que não tardou em acontecer. Na sequência de uma bola parada, Koke cruzou para a área e Felipe apareceu no lugar certo – perante a passividade da defensiva contrária – para ampliar a vantagem.

Os russos nada fizeram para alterar o rumo dos acontecimentos (nunca a expressão “cumprir calendário” fez tanto sentido) e podiam ter saído de Madrid com outros números: Correa assustou, Morata voltou a ameaçar, o recém-entrado Lemar tentou a sua sorte e também Thomas voltou a visar a baliza adversária com um remate longínquo.

Sem muito mais para contar, o jogo aproximou-se do final e a formação madrilena carimbou o tão desejado apuramento para a fase seguinte da Liga dos Campeões, totalizando dez pontos no 2.º posto. Já o Lokomotiv terminou no último lugar do grupo, com apenas três.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Atlético de Madrid: Oblak, Lodi, Felipe, Hermoso, Trippier, Saúl, Thomas, Koke (Lemar, 73’), Correa (Herrera, 68’), João Félix (Llorente, 81’) e Morata.

Lokomotiv: Kochenkov, Kverkvelia, Corluka (Magkeev, 69’), Howedes, Idowu, Rybus, Krychowiak, Murilo, Miranchuk, Zhemaletdinov e Éder (Smolov, 75’).

Componente 5 – 1 (1)

Já com uma licenciatura em Comunicação Social na bagagem, o Miguel é aluno do mestrado em Jornalismo e Comunicação, na Universidade de Coimbra. Apaixonado por futebol desde tenra idade, procura conciliar o melhor dos dois mundos: a escrita e o desporto.                                                                                                                                                 O Miguel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Já com uma licenciatura em Comunicação Social na bagagem, o Miguel é aluno do mestrado em Jornalismo e Comunicação, na Universidade de Coimbra. Apaixonado por futebol desde tenra idade, procura conciliar o melhor dos dois mundos: a escrita e o desporto.                                                                                                                                                 O Miguel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA