SITE TEMPORÁRIO

20 de Janeiro, 2022

Dança português treinador

O que tem o treinador português?

Tribuna VIP do bola na rede

Currículo todos os treinadores possuem, já palmarés só alguns… e à boleia das recentes conquistas continentais de Leonardo Jardim (com Nélson Caldeira, António Vieira, José Barros, Diogo Dias e Miguel Moita) numa inédita Champions asiática no Al-Hilal SFC sob a nossa bandeira e de Abel Ferreira (com Vítor Castanheira, Carlos Martinho, João Martins e Tiago Costa) na segunda Libertadores consecutiva ao serviço do verdão, decidi elencar alguns dos alicerces dos competentes trabalhos dos treinadores lusos, por esse Mundo fora.

A LIGA DOS CAMPEÕES ENTRA NUMA FASE DECISIVA COM MUITOS TREINADORES PORTUGUESES ENVOLVIDOS NAS DESCISÕES E, POR ISSO, TODOS OS JOGOS IMPORTAM. APOSTA JÁ NA BWIN.PT!

Tribuna VIP | O treinador português

Ambos os treinadores estarão no Mundial de Clubes que se realiza no próximo mês de Fevereiro de 2022, em Abu Dhabi, na senda de outras históricas conquistas de Artur Jorge e José Mourinho na Europa, Manuel José em África, assim como Jorge Jesus na América do Sul, sendo estes o topo de uma enorme pirâmide qualificada que nos coloca como um dos países que mais técnicos exporta para clubes e seleções nacionais.

T de Táctica adequando a mesma aos jogadores que compõem o plantel, pois mais do que números em dispositivos procuram potenciar as individualidades, em prol de uma ideia de jogo colectiva, trabalhada diariamente.

R de Responsabilidade interligada com o profissionalismo que lhes é reconhecido, assim como a disciplina que colocam nos grupos de trabalho que conduzem, tornando-se já natural e habitual em diferentes patamares competitivos.

E de Estratégia que é sem dúvida um factor já referenciado por muitos e diferenciador para obter resultados e os objectivos definidos aquando das assinaturas dos respectivos contratos.

I de Inteligência na leitura do jogo e todas as vicissitudes, na antecipação de cenários e resolução dos mesmo no decorrer dos 90 minutos, algo que se torna vital na constante evolução da modalidade.

N de Nação contribuindo para elevar e colocar no mapa do mundo futebolístico o nosso país, abrindo portas para outros treinadores fazerem carreira além fronteiras, daí o número ter tendência para aumentar.

A de Adjuntos essenciais no quotidiano e peças fundamentais para o sucesso colectivo, onde com o seu trabalho invisível auxiliam a quem dá a cara e decide, num trabalho de equipa onde a delegação de tarefas é cada vez mais evidente.

D de Dinâmicas evidentes na forma de jogar, sem esquecer o contexto onde se inserem e com a maior brevidade se procuram adaptar em prol do sucesso colectivo. Numa relação com os atletas, staff e todas as pessoas que diariamente estão perto de uma equipa de futebol.

O de Organização além do trabalho de campo são frequentemente solicitados para auxiliar/contribuir para a melhoria dos projectos dos clubes em outros sectores estruturais, além da toda a preparação dos treinos, observação de jogos e adversários, assim como no recrutamento ao nível do scouting.

R de Rigor ao nível da gestão de recursos e permanente comunicação para dentro e fora do balneário, com tomadas de decisão a todos os níveis, procurando fazer parte da solução em detrimento de criar problemas.

Para o ano há mais… títulos e artigos!