Anúncio Publicitário

Chegados aos quartos-de-final da Liga Europa, o número de clubes presentes em prova é já tão curto que se torna possível apontar favoritos com maior grau de precisão. Com Benfica e FC Porto ainda na corrida, a grande favorita, apontada pela maioria da comunicação social, é a Juventus. Não só porque se encaminha a passos largos para o tricampeonato em Itália, mas também porque joga com a motivação extra de poder disputar a final desta Liga Europa no seu estádio. Mas será que a formação de Antonio Conte é mesmo a grande candidata à vitória?

Antonio Conte, o técnico que trouxe a Juve de regresso às vitórias.  Fonte: u.goal.com
Antonio Conte, o técnico que trouxe a Juve de regresso às vitórias.
Fonte: u.goal.com

Pessoalmente, a minha linha de pensamento vai ao encontro da maioria, isto é, a Juve é, também para mim, a principal candidata. Primeiro porque tem um plantel e sobretudo um onze muito equilibrado, que tem dado provas evidentes de qualidade na Serie A. Estamos a falar de uma equipa que ganhou 24 dos 28 jogos disputados no principal escalão do futebol italiano, tendo ganhado 18 dos últimos 20. Junta a isso o melhor ataque da prova, com uma média superior a dois golos por jogo.

No meio daquele 3-5-2, que contempla o imortal Buffon, o espirituoso líder Chiellini, o jovem talentoso Pogba, o irreverente Vidal e o matador Tevez, mora um dos mais fantásticos jogadores da última década: Andrea Pirlo. A chamada de atenção para o veterano de 34 anos de idade surge num momento em que este génio deu a vitória à sua equipa nos dois últimos jogos. E deu de forma idêntica: através de dois livres directos executados de forma soberba, só ao alcance de autênticos predestinados. É sob a batuta de Pirlo, e não Pirrlo, como tanta gente diz (e a confusão que isso me faz), que a Juve pode acertar o passo para voltar a conquistar uma prova europeia, algo que não acontece desde 1996.

Anúncio Publicitário
Golaço de Pirlo frente à Fiorentina.  Fonte: static.weltsport.net
Golaço de Pirlo frente à Fiorentina.
Fonte: static.weltsport.net

Com o campeonato no bolso, a Juventus vai apostar tudo na Liga Europa, tentando remediar o fracasso que foi a não qualificação para os oitavos de final da Champions, onde caiu perante o Galatasaray.

Do pesadelo da Serie B, onde “cumpriu pena”, à conquista de campeonatos, a Juve espera este ano completar a sua reabilitação com o triunfo numa prova europeia. Será que vai conseguir confirmar esse favoritismo? Essa é uma pergunta que só vai ser respondida mais à frente no tempo, e para a qual Benfica e FC Porto têm uma palavra a dizer. Aguardemos.

Anúncio Publicitário