Anúncio Publicitário

Cabeçalho Liga Italiana

Os números das duas últimas vitórias do AC Milan (4-0 ao SPAL e 3-0 ao Ludogorets) são sintomáticos do renascimento da equipa comandada pelo carismático Gennaro Gattuso.

Renascimento também foi um período da história universal em que se procurava encontrar em épocas clássicas modelos a seguir. No caso deste Milan, só o treinador é que incorpora em si mesmo o facto de ser um jovem treinador e ao mesmo tempo ser um clássico, uma lenda do clube ‘rossoneri’.

Anúncio Publicitário

Já a equipa, na maioria jovem e talentosa, não pode, nem pouco mais ou menos, exibir aquilo que no futebol se gosta de denominar de ‘mística’. Contudo, ainda que tenha demorado algum tempo, Gennaro Gattuso aparenta reerguer, ainda que seja por agora muito pouco, um gigante adormecido.

Se no campeonato, o mal já está feito e a equipa ocupa a 7ª posição, o que resta é lutar pela Europa, com o sexto lugar a três pontos de distância e o quinto a oito, e, um pouco mais distante, o milionário quarto posto a nove pontos do alcance.

Os ‘rossoneri’ golearam esta quinta-feira o Ludogorets e estão praticamente garantidos nos oitavos-de-final da Liga Europa. É que, em caso de vitória final na competição, há acesso direto à fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima época, pelo que a equipa milanesa com certeza não vai menosprezar a prova, como se tem verificado. 

 

Equipa ‘rossonera’ tem vindo a fortalecer uma série de bons resultados Fonte: AC Milan
Equipa ‘rossonera’ tem vindo a fortalecer uma série de bons resultados
Fonte: AC Milan

Já no plano doméstico, a formação de San Siro não perde desde 23 de dezembro, ou seja, há oito jogos, ou melhor, nove, se juntarmos este último encontro na Liga Europa. Na Taça de Itália, o Milan tombou o arqui-rival Inter de Milão e vai medir forças para breve com a Lazio na segunda mão das ‘meias’, depois de empate a zero em Milão.

Tomando como exemplo a Serie A, 34-30 na diferença de golos são números nada famosos para um colosso na história e no nome que é o AC Milan, mas a verdade é que foram produzidos sete golos nos últimos dois jogos e a forma é boa e a confiança cresce.

Por outro lado, curioso como este Milan de chinês investimento milionário parece agora recobrar da profunda depressão que o atormentava e até pode se tornar, sabê-lo-emos dentro de semanas, a única equipa italiana ainda a competir em três competições diferentes.

Custou, mas, ao que parece, o irascível Gennaro Gattuso vai exorcizando os fantasmas do seu AC Milan.

 Foto de capa: AC Milan

Artigo revisto por: Jorge Neves

Anúncio Publicitário