BORUSSIA-PARK PODE SER TÓNICO PARA QUEBRAR MALDIÇÃO

O saldo não poderia ser mais negro para a equipa da casa: contabilizam-se dez derrotas consecutivas para o Borussia VfL Monchengladbach nos últimos dez jogos que disputou diante do BVB Dortmund. E apesar de estarmos perante a série de jogos consecutivos mais desequilibrada de sempre entre as duas equipas, existem fatores que podem inverter esta tendência já no jogo deste sábado.

Desde logo, o facto de esta equipa de Monchengladbach estar num percurso de invencibilidade caseira que já dura desde agosto, mês em que perdeu frente ao sempre complicado RB Leipzig. Melhor registo do que este? Só mesmo o do próprio BVB Dortmund, que ainda não perdeu em casa, mas que já foi derrotado fora de portas por quatro vezes. Em termos meramente estatísticos, esta aparente fragilidade de jogar fora do Signal Iduna Park poderá ser um indicador interessante para a turma de Marco Rose não perder, pelo menos, este jogo.

NESTE FIM DE SEMANA HÁ UMA BATALHA DE BORUSSIAS! QUEM VAI VENCER? APOSTA JÁ NA BET.PT!

Outro fator importante e que deve ser tido em conta como dado de antecipação para esta partida é o potencial que este encontro tem para contar com golos. Isto porque temos duas equipas que apresentam alguma instabilidade em certas ações defensivas e que privilegiam (e muito) o futebol de ataque. De um lado, o Borussia Monchengladbach regista o seu segundo melhor registo de golos neste século, à 24.ª jornadaBorussia tem 23 jogos porque tem encontro adiado -, sendo o quarto melhor ataque da Liga Alemã, com 46 golos. Já o BVB Dortmund tem números ainda mais impressionantes: são 66 golos em apenas 24 jogos – melhor registo do Dortmund neste século – e o segundo melhor ataque da prova – só superado pelos incríveis 71 golos do FC Bayern Munique. O resultado é difícil de prever, mas há um dado que parece ser altamente provável: teremos golos em perspetiva no Borussia-Park!

COMO JOGARÁ O BORUSSIA VFL MONCHENGLADBACH?

Num esquema de 4-2-3-1, ainda que a equipa do Borussia seja altamente flexível do ponto de vista tático. Marco Rose gosta de surpreender e de mexer algumas peças no onze – nunca repetiu a mesma equipa em jornadas consecutivas na Liga – sem que, por isso, o Borussia perca o seu cunho pessoal. Teremos, em perspetiva, uma equipa que vai tentar pressionar alto e procurar ganhar o esférico já perto do último terço. Uma missão difícil, dada a qualidade deste BVB Dortmund, mas que fica facilitada com a ajuda de jogadores com características ideais para esta abordagem, como Thuram, Zakaria, Hofmann ou Neuhaus.

Anúncio Publicitário

Nota: É difícil que entre em campo, mas não posso deixar de partilhar a entrevista com Raffael, já disponível no Bola na Rede. Um exclusivo muito interessante e que vale a pena dar um olho.

JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: Borussia VfL Monchengladbach

Denis Zakaria – É o jogador mais importante do Borussia. É dono e senhor do meio-campo e tem características únicas que se enquadram na perfeição no modelo de jogo de Rose. Alto, possante, agressivo e com semelhanças técnicas assinaláveis com Patrick Vieira. De forma simplista, é assim que o poderemos descrever. De forma mais complexa… Bom, o melhor é mesmo olhar com atenção e desfrutar das suas ações no jogo deste sábado. Um craque que não vai ficar muito mais tempo em Monchengladbach.

XI PROVÁVEL

4-2-3-1: Yann Sommer; Lainer, Ginter, Elvedi e Bensebaini; Strobl e Zakaria; Neuhaus, Hofmann e Marcus Thuram; Lars Stindl

COMO JOGARÁ O BVB DORTMUND?

Num esquema de 3-4-2-1, com a linha de três na defesa a ser comandada por Hummels, com o apoio direto de Zagadou, pela esquerda, e de Piszczek, pela direita. A experiência com quatro defesas frente ao Bayer 04 Leverkusen não correu bem e Favre foi inteligente em voltar ao esquema que melhor potencia os valores da equipa. Guerreiro e Hakimi ganham espaço nas laterais para se aventurarem em missões mais ofensivas e Witsel e Can garantem a ligação entre setores através da zona central. Depois, mesmo sem Marco Reus, há uma linha avançada que impõe respeito, com Sancho, Brandt e Haaland (ou Hazard) em constante rotação e em busca de novas combinações capazes de desmontar a defensiva adversária.

 JOGADOR A TER EM CONTA

Fonte: BVB Dortmund

Erling Haaland – É impossível fugir ao nome do jovem avançado norueguês. Com uma capacidade de finalização incomum para um jogador de apenas 19 anos, Haaland conta com 9 golos em apenas 422 minutos (sete jogos) disputados na Liga Alemã. Mas mais do que a frieza na finalização ou os atributos técnicos, há também a realçar a inteligência deste prodígio do BVB Dortmund. Tem uma capacidade fora do comum para ler antecipadamente as movimentações dos companheiros de equipa e de encontrar sempre espaços para criar perigo. Está mais perto do golo do que qualquer outro jogador e isso faz toda a diferença.

XI PROVÁVEL

3-4-2-1: Roman Burki; Mats Hummels, Zagadou e Manuel Akanji; Axel Witsel, Emre Can, Hakimi e Raphael Guerreiro; Jadon Sancho e Julian Brandt; Erling Haaland

Comentários