Anterior1 de 3Próximo

Jogo eletrizante no Signal Iduna Park! Com possibilidades de se aproximar da liderança, o BVB Dortmund recebeu o líder, RB Leipzig, numa partida que terminaria com um incrível empate a três bolas. Os auri-negros chegaram a estar a vencer por 2-0 e por 3-2, contudo, uma série de erros defensivos acabaria por ditar um empate.

Num início de jogo algo morno, a formação da casa ia tendo mais bola e era a única a levar a bola com perigo até ao último terço, perante um Leipzig mais na expectativa com cautelas defensivas. Com a iniciativa apenas de um lado, as duas primeiras oportunidades saíram da cabeça de Hummels: a primeira ao lado, a segunda a obrigar Gulácsi a uma defesa espantosa.

As ameaças foram surgindo e o ritmo da partida aumentando. Hakimi deu o alerta, Sancho assustou e Weigl tratou de inaugurar o marcador. O médio alemão tentou a sua sorte de fora da área e a bola – com algum efeito – acabaria mesmo por enganar o guardião adversário.

A formação de Julian Nagelsmann só respondeu à passagem da meia hora de jogo – com um remate potente de Poulsen a sair por cima -, mas foi o Dortmund a chegar ao segundo num lance de pura magia. Receção, rotação e um grande golo de Brandt a ampliar a vantagem.

O conjunto forasteiro só cresceu nos descontos, tendo Bürki sido colocado à prova por Poulsen por duas ocasiões em trinta segundos. Dois cabeceamentos que obrigaram o guardião suíço a belas intervenções. O jogo, esse, encaminhar-se-ia para o intervalo com uma vantagem de dois golos para os auri-negros.

Brandt brilhou no 2-0, mas comprometeu no lance do 2-2
Fonte: Bundesliga

Que início de segunda parte, meus caros! Três golos em dez minutos são a prova disso mesmo. Mas vamos por partes. Com menos de dois minutos decorridos, um erro clamoroso de Bürki na saída entre os postes culminou num golo de Werner. Ele que, cinco minutos depois, viria a aproveitar uma oferta de Brandt para aparecer isolado e rematar para o 2-2. Pelo meio, Halstenberg já tinha visto um golo ser-lhe anulado por fora de jogo. Incrível, não?

O jogo estava caótico e viria a ficar ainda mais quando Sancho, após uma bela jogada coletiva, atirou para recolocar o Dortmund na frente do marcador. Fantástica reação dos homens de Lucien Favre, que chegaram a estar perto de aumentar a vantagem por mais duas ocasiões criadas por Hakimi e Reus.

Contudo, o segundo tempo da equipa do leste da Alemanha falava por si e o golo do empate não tardou em aparecer. Nova má abordagem defensiva do Dortmund, novo golo. O recém-entrado Schick aproveitou um ressalto e, no coração da área, atirou para o 3-3.

Um resultado, três desfechos possíveis. O jogo estava de tal forma eletrizante que nem dava para respirar. Se é certo que o Leipzig ameaçou a reviravolta, também os da casa estiveram perto de se recolocar na frente do marcador, contudo, o resultado não mais se alterou. Com este empate, o Dortmund continua no 3º lugar, com 30 pontos, já Leipzig mantém-se na liderança, com 34.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

BVB Dortmund:  Bürki, Zagadou, Hummels, Akanji, Guerreiro (Schulz, 84’), Brandt, Weigl, Hakimi, Sancho (Piszczek, 71’), Reus e Thorgan Hazard.

RB Leipzig: Gulácsi, Halstenberg, Upamecano, Mukiele, Klostermann, Demme, Laimer, Forsberg (Nkunku, 46’), Sabitzer (Matheus Cunha, 70’), Werner e Poulsen (Schick, 62’).

Anterior1 de 3Próximo

Comentários