brasileirao

Cores são boas. É bom quando podemos distinguir todo um esquema cromático no quotidiano. O Clube do qual vos quero falar tem como bandeira três tons principais: o verde, o branco e o vermelho. Estamos a falar do Fluminense Football Club e os apaixonados pelo tricolor bem podem dizer:

– O meu coração tem três cores e todas elas batem intensamente!

Fundado em 1902, pela aristocracia carioca, cedo o Fluminense foi conquistando as bases populares. Foi o primeiro clube carioca, pelo menos a grande nível, que foi criado com o intuito da prática do futebol. Os outros gigantes cariocas – caso do Flamengo, do Vasco da Gama e do Botafogo – tinham a presença muito forte do remo e das regatas olímpicas.

Torcida tricolor ao rubro no Maracanã Fonte: globoesporte.globo.com
Torcida tricolor ao rubro no Maracanã
Fonte: globoesporte.globo.com

Costuma dizer-se que a torcida do Fluminense é mais elitizada que as restantes. Chico Buarque e Gilberto Gil, entre outros, são adeptos confessos do Fluzão. Mas também de gente humilde é formada a base forte do Flu. Ninguém se pode esquecer dos charmosos Fla-Flu, ou da presença de grandes jogadores nos quadros cariocas. Rivelino, Ricardo Gomes, Thiago Silva ou até Fred formam um variado leque de grandes intérpretes… e com títulos palpáveis.

Anúncio Publicitário

O Tricolor das Laranjeiras – bairro carioca onde nasceu – é tetracampeão brasileiro: 1970 (o último título antes do modelo atual), 1984, 2010 e 2012. Reparemos nas duas últimas datas. Vemos que o Fluminense conseguiu vencer dois títulos nos últimos três anos. Isto significa uma mudança. Porém, no campeonato passado, o Fluminense quase descia de divisão. O que também já acontecera em 2009, para no ano seguinte, ser campeão com o famoso “Time de Guerreiros”. Ainda em termos nacionais, o Fluminense venceu ainda uma Copa do Brasil. E foi o clube mais vezes campeão estadual carioca do século XX. Há apenas uma pecha neste rico palmarés: uma final perdida da Taça dos Libertadores da América com o Liga de Quito. Mas o sonho americano chegará… um dia.

Por cá, o Fluminense inspirou o equipamento do simpático Estrela da Amadora. As listras verticais verdes, brancas e encarnadas conseguiram uma saborosa vitória na final da Taça de 1990. Um título importantíssimo do futebol português.

Os apaixonados pelo Fluzão decerto marcarão presença nas partidas sempre que possam. Isto é, sempre. O amor pelo clube tudo supera. O sonho tricolor ainda não terminou. Ele está aí já ao virar da esquina. Um coração vermelho é bonito. Mas um coração de três cores é um espetáculo que não deixa ninguém indiferente.