1.

Olympique Lyonnais – O Lyon dispensa apresentações nos palcos europeus. Depois de dominar a Ligue 1 na primeira década deste século, vencendo o campeonato francês sete vezes seguidas, de 2001-2008, e tendo já vencido a taça Intertoto, em 1997. Nos últimos anos, a equipa tem tentado fazer frente ao todo poderoso PSG, mas todos sabemos que não é fácil. Nesta época atípica, o campeonato francês foi decidido por eliminatórias, com o Lyon a chegar à final e a perder nos penáltis com o PSG. Um excelente segundo lugar a coroar uma época fantástica da equipa com Rudy Garcia ao comando.

Na Liga dos Campeões, talvez o trajecto tenha sido ainda mais surpreendente. Após o apuramento para a fase a eliminar da prova em segundo lugar do grupo, os franceses eliminaram a Juventus em Turim. Nos quartos de final, com muita competência e com alguma sorte à mistura, venceram o Manchester City por 3-1, com Dembelé a sair do banco para ser o herói. Nas meias-finais, frente ao Bayern, os franceses caíram com estrondo, sendo esmagados por 3-0 pelo colosso alemão; se compararmos com o 8-2 ao Barcelona, eu diria que o Lyon se portou muito bem. Nunca deixou de importunar os bávaros, mas a superioridade do adversário foi manifesta e cortou pela raiz o sonho dos franceses. A caminhada do Lyon tem sido ascendente; veremos se continua assim.