O Real Madrid deu um passo importante rumo à final da Liga dos Campeões ao vencer esta noite no Santiago Bernabéu o Bayern de Munique por 1-0 na primeira mão das meias-finais.

Carlo Ancelotti apostou em Fábio Coentrão para o lado esquerdo da defesa, lançando Isco no meio-campo juntamente com Xabi Alonso e Modric. No ataque, destaque para o regresso de Cristiano Ronaldo ao onze e para a ausência de Gareth Bale da equipa titular. Do lado bávaro, Guardiola voltou a colocar Rafinha no lado direito da defesa, jogando com Lahm no meio-campo e deixando Mandzukic na frente do ataque apoiado por Ribéry e Robben. De realçar, por isso, na equipa do Bayern para as ausências de Muller e Gotze do onze inicial.

Os primeiros minutos do jogo mostraram um Bayern de Munique mais forte, incisivo e com mais posse de bola no meio-campo dos merengues. O Real Madrid foi uma equipa expectante no meio-campo, ao formar um quarteto no meio campo onde Dí Maria e Isco procuravam impedir as subidas dos laterais Rafinha e Alaba. A estratégia defensiva do Real veio a dar frutos aos 18′, pois, no primeiro lance de perigo da equipa espanhola, Fábio Coentrão fez uma assistência primorosa para Benzema, que não teve problemas em bater Neuer. O golo veio trazer uma nova dinâmica à equipa de Carlo Ancelotti, que passou a ser mais pressionante e incisiva no ataque, sendo que até ao final do primeiro tempo couberam ao Real Madrid as duas melhores oportunidades de toda a partida, por Cristiano Ronaldo e Dí Maria.

Anúncio Publicitário
Modric rubricou uma exibição assombrosa  Fonte: UEFA
Modric rubricou uma exibição assombrosa
Fonte: UEFA

Na segunda parte, o ritmo de jogo abrandou e só em raras ocasiões Real Madrid e Bayern iam criando perigo para as balizas de Neuer e Casillas, respetivamente. No segundo tempo, destaque para a saída de Cristiano Ronaldo, que regressou de lesão, para a entrada de Gareth Bale, que teve algumas arrancadas nos últimos 15 minutos que puseram em sentido a defesa alemã. Até ao apito final de Howard Webb, destaque para um forte remate de Mario Götze para uma belíssima defesa de Iker Casillas.

Com um jogo disputado, onde o Bayern teve a bola mas o Real criou mais perigo, o golo de Benzema dá aos madrilenos uma importante vantagem para o jogo da segunda mão, a disputar-se na próxima terça-feira na Allianz Arena, em Munique.

A Figura
Modric – O médio croata encheu completamente o relvado do Bernabéu, anulando o jogo interior dos bávaros e sendo sempre o dinamizador do ataque merengue.

O Fora-de-Jogo
Mandzukic – O avançado croata esteve sempre longe do jogo e nunca conseguiu fugir à marcação de Pepe e Sergio Ramos.