A CRÓNICA – BVB DORTMUND VENCE EM SEVILHA ELEVADO POR UM “SUPER” HAALAND

Uma das eliminatórias mais equilibradas e imprevisíveis dos oitavos de final da Liga dos Campeões teve o seu primeiro capítulo em Sevilha, no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán. Em campo, Sevilha FC e BVB Dortmund entravam com ambições legítimas de avançar na “competição milionária”.

Numa primeira parte cheia de ação com quatro golos, foram os espanhóis a adiantar-se no marcador: aproveitando um desvio em Mats Hummels, o remate de Suso, pleno de intenção, enganou Mawvin Hitz e deixou sem reação o guardião suíço, com apenas sete minutos jogados. Ora, quem esboçou reação foi a equipa do Dortmund, perto dos 20 minutos, através de um pontapé fantástico de Dahoud, que repôs o empate.

A “cambalhota” no marcador ficou consumada ainda antes da meia hora de jogo, pelo inevitável Erling Haaland: um contra-ataque letal dos alemães levou a uma finalização de classe do avançado norueguês, na cara de Bounou. Não satisfeito, o goleador nórdico aumentou ainda mais a vantagem do BVB Dortmund no jogo, novamente fruto de uma rápida transição ofensiva. Uma avalanche ofensiva alemã deixava o jogo e a eliminatória bem encaminhada para os homens de Edin Terzic, ao intervalo da primeira mão.

Anúncio Publicitário

Se a primeira parte foi “a todo o gás”, a segunda não teve tantos lances de interesse. O primeiro lance espetacular da etapa complementar só surgiu aos 73 minutos, quando Óscar Rodríguez cobrou um livre fantástico, mas que teve pontaria a mais e acertou em cheio no poste da baliza do Dortmund. Quem não falhou foi Luuk de Jong, que aproveitou mais um livre excelente de Rodríguez e bateu Hitz, sem que o guarda-redes suíço tivesse hipótese de reagir.

Apesar da reação tardia do Sevilha, o resultado ficou em 2-3 e, assim, é o Dortmund que leva consigo a vantagem para a Alemanha. Contudo, não é tão folgada como poderia, e por isso os andaluzes têm ainda uma palavra a dizer na eliminatória.

 

A FIGURA

 

Erling Haaland – São já oito golos na atual edição da Liga dos Campeões para o avançado norueguês. Se a sua apetência para encontrar o fundo das redes não é novidade, também começa a ser hábito ver Haaland brilhar nos maiores palcos do futebol. Ninguém diz que só tem 20 anos, tal a sua qualidade e maturiade em campo.

 

O FORA DE JOGO

 

Sevilha FC – O golo madrugador dos andaluzes parecia um indicador de um arranque para uma exibição sólida, mas a verdade é que os homens de Julen Lopetegui se desmoronaram em campo. Só com as substituições foram capazes de reagir, mas através de rasgos individuais (de Óscar Rodríguez e de Jong) e nunca enquanto equipa.

 

ANÁLISE TÁTICA – SEVILHA FC

Utilizando o habitual 4-3-3, a equipa andaluza conseguiu adiantar-se no marcador bem cedo, mas a partir daí foi sempre a descer. Com muitos erros não forçados e imensos passes falhados, foram apanhados em contrapé por várias vezes, lances que valeram golos ao adversário. Apesar da vantagem considerável nos números da posse de bola, os homens da frente estiveram sempre muito isolados, um dos motivos para terem sido substituídos de uma só vez.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Yassine Bounou (5)

Jesús Navas (5)

Jules Koundé(5)

Diego Carlos (5)

Sergio Escudero (5)

Fernando (5)

Joan Jordán (5)

Ivan Rakitic (5)

Suso (6)

Alejandro Gómez (5)

Youssef En-Nesyri (5)

SUBS UTILIZADOS

Nemanja Gudelj (5)

Luuk de Jong (6)

Munir El Haddadi (5)

Óliver Torres (6)

Óscar Rodríguez (6)

 

ANÁLISE TÁTICA – BVB DORTMUND

Também dispostos em 4-3-3, os homens de Edin Terzic reagiram muito bem ao golo sofrido cedo. Com transições ofensivas muito rápidas, valendo-se da velocidade dos três homens da frente (Reus, Sancho e Haaland), criaram imensos problemas à linha defensiva adversária, sempre apoiados por um meio-campo coeso. No setor central, destaque para a boa exibição de Dahoud, que foi o principal elo entre defesa e ataque.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Marwin Hitz (6)

Mateu Morey (5)

Manuel Akanji (5)

Mats Hummels (5)

Raphael Guerreiro (6)

Emre Can (6)

Jude Bellingham (5)

Mahmoud Dahoud (7)

Marco Reus (6)

Jadon Sancho (6)

Erling Haaland (8)

SUBS UTILIZADOS

Felix Passlack (5)

Julian Brandt (5)

Thomas Meunier (-)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome