Johan Cruyff, Johan Neeskens, Ronald Koeman, Richard Witschge, Jordy Cruyff, Huud Hesp, Michael Reiziger, Winston Bogarde, PhilipCocu, Bolo Zenden, Patrick Kluivert, Frank de Boer, Ronald de Boer, MarcOvermars, Giovanni van Bronckhorst, Edgar Davids, Mark van Bommel, Ibrahim Afellay, Jasper Cillessen e…Frenkie de Jong. A ligação entre o FC Barcelona e a escola holandesa perdura desde 1974, com a chegada de Cruyff ao clube, e de Jong é já o 20º futebolista holandês a vestir a camisola dos catalães.

No passado dia 23 de janeiro, o Barcelona anunciou a contratação do médio do AFC Ajax por 75 milhões de euros, pelo que a partir da próxima época já poderemos ver Frenkiede Jong junto a Lionel Messi e companhia. Quem certamente não ficou contente com este negócio foi o Paris Saint-Germain FC, o Manchester City FC e o Real Madrid CF, pois há muito tempo que pretendiam adquirir o passe do jogador de 21 anos.

Frenkie de Jong é o 20.º futebolista holandês a vestir a camisola do Barcelona
Fonte: FC Barcelona

O que devemos, então, ficar a saber da nova coqueluche do futebol neerlandês?

Nascido a 12 de maio de 1997, na pequena aldeia Arkel, no sul dos Países Baixos, Frenkie de Jong começou a dar os primeiros toques numa bola com a camisola do Willem II Tilburg, quando tinha apenas sete anos. Apesar de vir de uma família oriunda de Roterdão e adepta do Feyenoord, de Jong optou por fazer toda a sua formação em Tilburgo, e foi mesmo ao serviço do Willem II, em 2015, que fez a sua estreia na Eredivisie.

Tendo só feito um jogo pelos tricolores, o Ajax decidiu, no verão desse ano, investir 300000 euros na sua aquisição. Ainda com 18 anos, o jovem voltou ao Willem II por empréstimo, mas acabou por realizar apenas duas partidas antes de ser integrado na equipa de reservas do Ajax, em janeiro de 2016.

Após uma série de exibições de encher a vista na Eerste Divisie, de Jong estreou-se pela equipa principal do Ajax no dia 21 de setembro de 2016, em plena Arena de Amesterdão. Aos 80 minutos, o técnico Peter Bosz lançou Frenkie num encontro (a contar para a Copa KNVB) em que,  curiosamente, o adversário era o Willem II. A partir daí, começou a ser mais vezes chamado a jogo e fez parte do elenco que foi à final da Liga Europa contra o Manchester United FC.

Hoje, a caminho dos 22 anos, Frenkie de Jong é, porventura, um dos futebolistas mais promissores do planeta. Não só se tornou num titular indiscutível do Ajax, como também ganhou o lugar no meio-campo da seleção holandesa orientada por Ronald Koeman. Na Liga das Nações, marcou sempre presença no XI inicial da Laranja Mecânica, que vai disputar a Final Fourda competição no início de junho, em Portugal.

Frenkie é uma das peças-chave da seleção de Ronald Koeman
Fonte: KNVB

Outro dado interessante é o facto de, já no próximo dia 13 de fevereiro, o Ajax defrontar o Real Madrid na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. Este será o primeiro jogo de muitos do craque holandês frente ao principal rival do seu futuro clube.

Dentro de campo, de Jong destaca-se pela sua capacidade de drible, visão de jogo e qualidade de passe. Podendo também jogar numa defesa a três, é mais comum vermos o jogador atuar na posição ‘6’, que desempenha com um rigor tremendo, mesmo não sendo o habitual médio defensivo possante fisicamente. A forma como descobre espaços (com e sem bola) e como progride no terreno, queimando linhas através do passe, fazem de Frenkie o jogador-tipo do modelo do Barcelona.

de Jong é conhecido pela forma elegante como joga
Fonte: AFC Ajax

São já muitos os jornalistas desportivos holandeses que compararam o médio a grandes nomes como Frank Rijkaard e Franz Beckenbauer. Apesar de o segundo ter feito carreira como defesa, os jogos que de Jong fez nessa posição (na altura sob o comando técnico de Marcel Keizer) revelaram muitas parecenças com a lenda alemã.

No Barcelona, se o plantel dos blaugrana não sofrer grandes alterações no que diz respeito a centro-campistas, terá a concorrência de SergioBusquets, Arturo Vidal, Ivan Rakitić e Arthur Melo. Com Busquets a chegar aos 31 anos em julho, é expetável que de Jongcomeçe a agarrar a titularidade aos poucos, que tem tudo para ser sua na próxima década.

As camadas jovens holandesas voltaram a dar frutos e Frenkie reúne todas as condições para ser a cereja no topo do bolo pela qual a Holanda tanto ansiava. O legado está lá. Basta continuá-lo.

Foto de Capa: FC Barcelona

Comentários