O “Pichichis & Taconazos” é um espaço dedicado à LaLiga, um campeonato pelo qual Pedro Castelo se apaixonou.

Terminou a LaLiga! 380 jogos no total, muitas emoções guardadas para o final e o Atlético coroado campeão. Vamos a um balanço da temporada, olhando para cada uma das vinte equipas, com os destaques positivos e negativos de cada uma delas.

Se os destaques positivos são mais fáceis de fazer, no que toca aos negativos tanto acontecem por más prestações ou por se tratar de jogadores de quem esperava mais ou que tiveram épocas marcadas pelas lesões.

PARTE I – AQUI

Anúncio Publicitário

RC Betis

A aposta na experiência e serenidade de Pellegrini deu frutos, boa temporada e apuramento europeu.

↑ Borja Iglesias

↓ Marc Bartra

Villarreal CF

Falhou apuramento para a Champions via campeonato, mas com o Sr. Liga Europa ao comando acabou por remediar a classificação abaixo das expetativas. Unai Emery precisa de mais na próxima edição da LaLiga.

↑ Gerard Moreno

↓ Pervis Estupiñán

Fonte: Villarreal CF

RC Celta

Excelente recuperação com Eduardo Coudet, depois de um início abaixo das expetativas com Óscar Garcia.

↑ Renato Tapia

↓ Facundo Ferreyra

Granada CF

Mais uma boa época com Diego Martinez à frente equipa. Jovem treinador para seguir com atenção.

↑ Roberto Soldado

↓ Luis Milla 

Athletic Club

Época de altos e baixos, marcada pelas duas finais da Copa do Rey perdidas para Real Sociedad e Barcelona.

↑ Álex Berenguer

↓ Ibai Gómez 

CA Osasuna

Após início comprometedor, a equipa conseguiu corresponder ao que se esperava de um plantel muito equilibrado.

↑ Ante Budimir

↓ Adrián López

Cádiz CF

Grande trabalho de Álvaro Cervera depois do regresso à LaLiga. Futebol prático e eficaz, que chegou para cumprir com o objetivo da manutenção.

↑ Jens Jønsson

↓ Jorge Pombo

Valencia CF

Uma temporada à imagem do clube: conturbada. Sem reforços, Javi Gracia ficou, mas contrariado. Voro terminou bem, mas o clube precisa de bem mais na próxima época.

↑ Gonçalo Guedes

↓ Ferro

Levante

Final de época para esquecer, depois da desilusão de não conseguir o apuramento para a final da Copa do Rey. Ainda assim, temporada mais tranquila que as anteriores.

↑ De Frutos

↓ Campaña 

Getafe CF

A pior prestação com Bordalás, muito longe dos dois anos anteriores. A descida ainda pairou no ar.

↑ Marc Cucurella

↓ Jaime Mata 

Deportivo Alavés

Três treinadores numa época nunca é sinal de um balanço positivo. Fica a grande recuperação sob comando de Javi Calleja e a desejada manuenção.

↑ Joselu

↓ Deyverson

Elche CF

Fran Escribá regressou para garantir a permanência, apesar de todos os sobressaltos. Época complicada, muito por culpa do afastamento de Pacheta para trazer o argentino Almirón.

↑ Raúl Guti

↓ Johan Mojica 

SD Huesca

Segunda presença na LaLiga, segunda descida. Pacheta ainda alimentou o milagre até ao fim, mas a equipa acabou mesmo por ser despromovida.

↑ Rafa Mir

↓ Javier Ontiveros 

Valladolid CF

Desilusão para um clube que estava a investir e a organizar-se para se tornar uma referência na LaLiga. Falta perceber até que ponto a descida vai afetar o plano de Ronaldo.

↑ Shon Weissman

↓ Jota

SD Eibar

A equipa que menos jogou durante a época ficou na última posição. A evolução demonstrada nas últimas jornadas já não chegou para evitar um desfecho anunciado.

↑ Kike García

↓ Pedro León

Artigo de opinião de Pedro Castelo,
narrador ELEVEN

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome