cab la liga espanha

O meu interesse pelo SD Eibar surgiu há sensivelmente treze anos, quando um dos melhores jogadores russos dos últimos 25 anos se juntou à equipa Basca após uma saída algo conturbada do Sporting de Gijón. Igor Lediakhov, conhecido em Espanha como El Mago de Sochi, teve uma carreira extremamente bem conseguida ao serviço da formação asturiana, chegando mesmo a capitanear a equipa numa ou noutra ocasião mas, por motivos alegadamente de ordem financeira, saiu pela porta pequena do El Molinon e colocou o Sporting de Gijón em tribunal por uma alegada dívida de uns quantos milhares de Euros.

Embora tenha despertado a minha total atenção, a carreira de Igor Lediakhov no SD Eibar foi curta, durando apenas uma temporada. O renegado génio russo contava já com 34 anos quando chegou à formação basca e a sua passagem por Ipurua foi indubitavelmente modesta e com poucos motivos de destaque, tirando talvez o facto de ter sido expulso com um duplo amarelo no seu jogo de estreia no Estádio Municipal de Ipurua.

Igor Lediakhov - O talentoso número 10 russo que me fez olhar para o SD Eibar com outro interesse Fonte: ss.sport-express.ru
Igor Lediakhov – O talentoso número 10 russo que me fez olhar para o SD Eibar com outro interesse
Fonte: ss.sport-express.ru

Dessa equipa do SD Eibar pouco ou muito pouco há a destacar. A formação basca estava afundada na 2.ª divisão espanhola desde a temporada 1988-89 e, apesar de por lá terem passado jogadores como Xabi Alonso, como o talentoso avançado uruguaio Federico Magallanes ou como o lendário defesa direito basco Aitor López Rekarte, o SD Eibar nunca conseguiu carimbar a sua presença na divisão de elite do futebol espanhol, até que, na temporada passada, pela mão de Gaizka Garitano, atingiu tal majestoso feito pela primeira vez em 75 anos de história.

A aguerrida formação basca deu boa conta de si na fase inicial da temporada passada, mas o elevado nível de exigência da Liga BBVA foi, porventura, demasiado pesado para uma equipa lutadora e sem a experiência dos grandes palcos. O SD Eibar terminou a época em 18.º lugar, estando por isso sujeito a uma penosa descida de divisão, que iria certamente encarcerar o clube basco na Liga Adelante por mais alguns anos. Contudo, a estrelinha da sorte acompanhou os Armeros, uma vez que motivos de ordem financeira ditaram que o Elche FC, que havia terminado em 13.º lugar, acabasse despromovido na secretaria, permitindo ao conjunto basco regressar ao convívio dos grandes sem que nada tivesse feito para isso.

Após o último jogo da temporada passada, onde o SD Eibar venceu de forma contundente o Córdoba CF, vitória que, na prática, não foi suficiente para manter a equipa na Liga BBVA, o seu treinador, Gaizka Garitano, que tanto tinha dado à formação basca em apenas três anos como treinador principal, decidiu que era tempo de pôr fim ao forte vínculo que existia entre ambos e apresentou a sua demissão. Foi já sem treinador que o SD Eibar ficou a saber que se manteria no primeiro escalão do futebol espanhol e a direcção do clube entendeu trazer, para substituir Garitano, um homem que conhecia bem os cantos à casa e que conta já com um currículo interessante como treinador, de seu nome José Luis Mendilibar. Aos 54 anos de idade, o treinador, natural de Zaldívar, no País Basco, teve uma experiência extremamente negativa na temporada passada ao serviço do Levante UD, sendo despedido ao fim de apenas oito jornadas, durante as quais o clube da Comunidade Valenciana apenas venceu um jogo.

José Luis Mendilibar - O novo homem forte do SD Eibar Fonte: As.com
José Luis Mendilibar – O novo homem forte do SD Eibar
Fonte: As.com

O Ipurua não é desconhecido de Mendilibar, uma vez que o treinador basco teve já uma passagem (de certa forma bem sucedida) pelo SD Eibar. Na temporada de 2004-05, após trabalhar para o modesto Lanzarote UD, Mendilibar chega à formação basca e, nessa mesma época, coloca o SD Eibar às portas da primeira divisão, já que terminou o campeonato em 4.º lugar.

O mundo do futebol dá muitas e longas voltas e, mais de uma década depois, Mendilibar está de volta a uma equipa que bem conhece, tendo desta vez como objectivo principal manter os Armeros na Liga BBVA. À semelhança do que sucedeu na temporada transacta, a nova campanha do SD Eibar começou com um bom nível e, no final da primeira ronda, a formação basca era líder da Liga BBVA na companhia de Barcelona, Celta de Vigo, Atlético Madrid e Espanyol. Mendilibar reagiu a esse momento histórico de forma curiosa e considerou mesmo o facto de ser líder como algo anedótico: “Lo importante es la victoria, el liderato es anecdótico, sirve para saber que hay que guardar los periódicos para recordarlo pero nada más”.

Após dois triunfos consecutivos frente ao Granada CF e ao Athletic Club, o SD Eibar ficou muito perto de fazer o pleno ao fim de três jogos, mas um falhanço clamoroso nos últimos minutos de jogo em La Rosaleda frente ao Málaga CF fizeram o emblema basco perder os dois primeiros pontos da temporada. No passado Sábado, perante os seus fervorosos adeptos, os Armeros não foram capazes de levar de vencida o poderoso Atlético Madrid. A equipa de Diego Simeone foi, ainda assim, obrigada a puxar dos galões para derrotar a formação basca, que tentou, por diversas ocasiões, através de um futebol rápido mas bem sustentado, incomodar a baliza de Oblak.

Ser derrotado pelos Colchoneros não envergonha ninguém, e o que fica na retina para já é o jogo do passado dia 30 de Agosto, onde os homens de Mendilibar venceram os seus vizinhos e rivais do Athletic Club. O antigo avançado do Real Murcia e do Barcelona B, Saúl Berjón, foi possivelmente o homem em maior destaque naquele fim de tarde no Ipurua, marcando o primeiro golo da sua equipa e contribuindo com uma assistência para o segundo do jogo, da autoria de Adrián González.

O novo SD Eibar de Mendilibar conta, obviamente, esta temporada com um plantel mais “rico”, em termos de qualidade, do que aquele que Gaizka Garitano teve à sua disposição na temporada passada. O avançado Sergi Enrich, proveniente do Numancia, o jovem internacional Sub-21 italiano Simone Verdi, que chegou este Verão por empréstimo do AC Milan, Adrián González, um antigo internacional jovem espanhol proveniente do Elche CF, o talentoso avançado Borja Baston, que pertence aos quadros do Atlético de Madrid mas que esteve em grande nível na temporada passada ao serviço do Real Zagaroza, e o internacional bósnio Izet Hajrovic, que chegou por empréstimo do Werder Bremen, conferem à equipa outra solidez, qualidade e experiência, algo que lhe faltou em momentos decisivos durante a época passada.

Sergi Enrich - Um dos nomes em destaque deste novo SD Eibar Fonte: diariovasco.com
Sergi Enrich – Um dos nomes em destaque deste novo SD Eibar
Fonte: diariovasco.com

O SD Eibar é um daqueles clubes que ainda nos fazem gostar do futebol puro e de todas aquelas idiossincrasias do desporto rei. O emblema basco é uma equipa que “honra al fútbol”, como escrevia o El País há mais de uma década após uma resistência estóica perante um Real Madrid galático, com Ronaldo, Figo e Zidane, num jogo a contar para a Copa del Rey.

 Foto de Capa: Spheasports

Comentários