O menino chamado Rony

Marcos Paulo Mesquita Lopes, conhecido no mundo do futebol como Rony Lopes representa atualmente o Mónaco de Leonardo Jardim e tem dado nas vistas esta época pela equipa monegasca. Para os mais atentos é um nome já ouvido à algum tempo, no entanto, apesar da enorme qualidade e potencial, o jovem português de 22 anos ainda não se tinha conseguido afirmar ao mais alto nível.

Aos 13 anos ingressa na formação do Sport Lisboa e Benfica onde na altura foi colega de equipa de jogadores como Bruno Varela e João Teixeira. Aos 17 anos o Manchester City chegou-se à frente para trazer a jovem promessa para Inglaterra. Fez todo o percurso nos escalões jovens do City chegando à equipa sénior na época 2012/2013. Com a falta de espaço na equipa, foi obrigado a procurar uma oportunidade fora de Inglaterra, esteve um ano no Lille onde voltaria mais tarde novamente por empréstimo mas já ligado contratualmente ao Mónaco. Foi na época passada que deu nas vistas no clube francês ao lado de Éder e companhia realizando 29 jogos quase sempre a titular e contribuindo com 6 golos nas várias competições. A qualidade técnica e principalmente a sua capacidade de desequilibro no um para um chamaram à atenção de Leonardo Jardim que o resgatou novamente para a equipa principalmente do Mónaco.

Um lugar ao sol nas praias monegáscas

Apesar do crescimento a afirmação adivinhava-se bastante difícil, com avançados como Lemar, Diakhabi,Ghezzal e Youri Tielemans a concorrência era realmente fortíssima. Apesar das dificuldades Rony Lopes foi agarrando as oportunidades dada pelo técnico português e foi somando minutos na Ligue 1. Marcou o seu primeiro golo na liga à sexta jornada frente ao Strasbourg  na vitória por 3-0, depois disso estreou-se na Liga dos Campeões frente ao Futebol Clube do Porto.

A primeira metade da época foi bastante regular e conseguiu cimentar o seu lugar na equipa, as boas exibições valeram-lhe uma nova chamada à Seleção principal depois da estreia em Março do mesmo ano no particular diante da Noruega.

Os minutos somados e a evolução às mãos de Leonardo Jardim tornaram o jovem cada vez mais consistente, melhorando consideravelmente o seu papel nos processos defensivos e ofensídos da equipa.

Com o novo ano as coisas continuam a correr de feição , apesar de coletivamente não ser a melhor época dos monegascos com o campeonato entregue ao Paris SG e já fora das competições europeias, em termos individuais as exibições do craque português têm sido cada vez mais faladas em França e não só. Nos últimos 8 jogos Rony marcou por 9 vezes, bisando na ultima partida frente ao Toulouse. Os golos e as exibições estão a ter eco alem fronteiras e já se fala numa eventual oportunidade para Rony lutar por uma vaga nos 23 que irão ao mundial na Rússia.

Kremlin à vista?

Apesar da curta carreira ao nível da Seleção A já conta com um vasto currículo nas seleções jovens. Dos sub17 aos sub21 Rony Lopes somou 54 internacionalizações. Do percurso destaca-se uma final de Sub19 em 2014 e a excelente prestação no mundial de sub20 em 2015.

Continuado a este nível é quase certo que Fernando Santos o irá chamar para os particulares frente ao Egito e Holanda já neste de Março. Serão jogos onde o jovem poderá ter oportunidade de mostrar o seu valor e garantir uma das poucas vagas que restam no lote dos 23 que irão ao mundial na Russia

A qualidade e o potencial estão lá, cabe a Rony Lopes continuar a trabalhar a mostrar todo o seu talento e agarrar a oportunidade.

Foto de Capa: AS Mónaco

Comentários