Que mercado de transferências de loucos este a que temos vindo a assistir. Já tivemos transferências a superarem a centena de milhões de euros, já tivemos mudanças de jogadores que nunca esperámos vir a ver e, agora, eis que surge uma nova novela que parou todo o mundo do desporto: Cristiano Ronaldo pediu para sair da Juventus FC e assinou pelo Manchester United FC.

Desde o início do mercado de transferências que a sua saída era comentada, mas sem nenhuma confirmação e até em certo momento o próprio jogador veio desmentir os rumores. Já foram vários os clubes a que foi apontado, desde o regresso ao Real Madrid CF até ao sonho de muitos em ver os dois melhores jogadores do Mundo encontrarem-se no Paris Saint-Germain FC. Até mesmo os mais sonhadores já imaginavam e criavam imagens de Cristiano Ronaldo com as cores do Sporting CP, mas não será nenhum destes clubes, mas sim um regresso onde já foi feliz, na cidade de Manchester e, mais precisamente, vestido de vermelho.

Cristiano Ronaldo teve dois clubes onde se mostrou ao seu mais alto nível, no Manchester United FC e no Real Madrid CF. Em Inglaterra, o jogador português era uma delícia de se ver jogar, sem medo de partir no um para um, com remates potentes capazes de levantar qualquer estádio, foi uma autêntica estrela que ficará para sempre na história do clube inglês como um dos melhores. Já em Espanha, moldou-se ao que lhe era pedido e mostrou-se capaz de assumir novos papéis dentro de campo. De um jogador criativo e inesperado, Cristiano Ronaldo tornou-se num finalizador ainda mais nato, capaz de marcar a qualquer equipa e sempre com grande frieza. Foi também em Espanha que elevou o seu nome às mais epopeias do Futebol, criando uma das maiores rivalidades futebolísticas com Lionel Messi, em que era magnifico o quebrar de recordes entre os dois e ter sequer a possibilidade de ver todos os anos os dois melhores jogadores do Mundo a defrontarem-se.

No entanto, em 2018 surge uma notícia bombástica que coloca Cristiano Ronaldo na Juventus FC. O projeto prometia; ir para uma equipa que só sabia o que era vencer em Itália e que, com a chegada do astro português, sonhava com a conquista da Liga dos Campeões. Cristiano sonhava encantar um novo país e novos adeptos, algo que até começou a fazer, mas sem nunca ser capaz de chegar aos números que havia apresentado anteriormente. No entanto, creio serem injustas todas as críticas feitas ao jogador, em que o consideram o responsável pela quebra de qualidade da Juventus FC, pois, a bem da verdade, foi ele quem muitas vezes salvou a equipa de derrotas e de um só jogador não se faz um grupo. Para se ter a noção do fracasso do projeto da Juventus FC, estes planearam tudo com a intenção do total domínio da Liga Italiana e ainda a conquista da Liga dos Campeões, mas nem um nem outro aconteceu.

Anúncio Publicitário

O craque português parece ter chegado ao fim do seu amor pelo projeto italiano e decidiu querer mudar de ares, procurando conquistar novas ambições. O Manchester City FC era o candidato número um à contratação, algo que fez soar os alarmes no clube rival da cidade. A nível de palmarés seria o melhor projeto para o português, pois encontraria um treinador que já defrontou várias vezes e que sabe o que é ganhar, mas por outro lado não sei até que ponto se conseguiria encaixar na tática que Guardiola coloca na sua equipa. Claro que teria Kevin De Bruyne como “melhor amigo” para a sua finalização, mas, ao mesmo tempo, o jogo de passe e de construção que é pedido por Guardiola poderia não ser o melhor para as características de Cristiano.

Nas últimas horas eis que o Manchester United FC finalmente decidiu avançar com a confirmação de interesse e, pelo que se noticia, Bruno Fernandes e Sir Alex Ferguson foram fundamentais para aliciar o regresso de Cristiano Ronaldo aos “Red Devils”. O regresso do internacional português ao Manchester United será algo espetacular e que irá fazer com que a equipa de Solskjaer ganhe um novo ânimo e, quem sabe, poder sonhar mais alto. É uma equipa onde vejo Cristiano encaixar que nem uma luva devido a todas as suas características. O Manchester United, sem ser Cavani, não tem nenhum outro finalizador, sendo que o jogo e os golos passam todos por jogadores de qualidade, mas que não têm esse instinto predador. Continua a faltar mais qualidade na defesa, mas agora, com Cristiano Ronaldo, é necessário ter ainda mais atenção a esta equipa. Já havia um grande poder ofensivo e agora, com Cristiano Ronaldo, não haverá equipa capaz de travar a ofensiva inglesa. No entanto, apesar de todos estes elogios e melhoramentos, continuo a não ver no Manchester United FC uma equipa capaz de vencer a Liga Inglesa e a Liga dos Campeões, mas que andará na luta isso não duvido.

É uma mudança incrível para o jogador, que tem uma nova hipótese de brilhar onde já foi feliz, embora com características diferentes e já sem o seu famoso remate, e terá mais uma oportunidade de mostrar o porquê de ainda ser um dos melhores do Mundo.

Artigo revisto por Joana Mendes

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome