Cabeçalho Liga Inglesa

A contratação de Alexandre Lacazette, por parte do Arsenal, no mercado de Verão, gerou muitas expetativas. Afinal, trata-se da contratação mais cara de sempre do clube londrino. E, tendo em conta a história recente do clube, a chegada dum avançado francês ao Emirates é algo sonante, que leva os adeptos a relembrar Thierry Henry, e o período áureo dos Gunners no início do século 21.

Esta temporada, tal como em outros anos, o Arsenal tem feito um campeonato irregular. O descontentamento das bancadas tem-se feito sentir, e grande parte dos adeptos apoia a saída do técnico Arsène Wenger. Neste contexto, é possível afirmar que o ponto mais positivo tem sido a prestação de Lacazette. O avançado francês não teve um arranque de temporada incrível, mas, mesmo assim, os seus oito golos na Premier League fazem dele o melhor marcador da equipa. E, obviamente, trata-se da sua época de estreia, por isso, ainda está numa fase de adaptação.

Lacazette é um jogador rápido e com boa técnica, que compensa a baixa estatura, para um avançado, com uma grande capacidade de finalização. O seu estilo de jogo adequa-se muito bem ao campeonato inglês, e sobretudo ao Arsenal, que continua a ter um futebol mais técnico e refinado, semelhante ao da Ligue 1.

O grande problema é que o futebolista ex-Lyon não chegou a Inglaterra na altura mais fácil. Com todo o investimento feito por alguns clubes de topo, como o Manchester United, ou o Manchester City, abriu-se um grande fosso entre os principais candidatos ao título. Agora, é difícil considerar o Arsenal verdadeiramente um clube de primeira linha da Premier League, e as suas hipóteses de conquistar o campeonato são muito remotas.

Anúncio Publicitário

Portanto, não é no norte de Londres que Alexandre Lacazette se pode afirmar definitivamente como um futebolista de classe mundial. Mas tem um papel importante a cumprir: o de se conseguir tornar num ídolo para uma massa associativa que tem vindo aos poucos a desligar-se do clube.

O facto do Arsenal ter os bilhetes para jogos mais caros da Premier League, ser maioritariamente detido por bilionários pouco interessados na vertente desportiva, e de, nos últimos anos, não ter conseguido dar resposta aos problemas verificados nos relvados afastou os adeptos da equipa, e, embora o Emirates continue a encher quando há jogo, existe uma certa resignação por parte dos apoiantes, cujas opiniões e manifestações parecem não ser tidas em contas nas decisões dos Gunners.

Lacazette foi a grande contratação do Arsenal no mercado de Verão Fonte: Arsenal FC
Lacazette foi a grande contratação do Arsenal no mercado de Verão
Fonte: Arsenal FC

Assim, e num clube onde a continuidade das suas principais figuras, Mesut Ozil e Alexis Sánchez, não é garantida, a qualidade do desempenho do avançado francês é essencial. Mesmo que, coletivamente, a equipa não alcance os seus objetivos, uma boa temporada de Lacazette pode significar muito: que o público Gunner tem um jogador de qualidade com quem pode contar; e que a posição mais adiantada do terreno está finalmente entregue a alguém com qualidade semelhante aos grandes avançados da história do Arsenal.

Estar numa das grandes competições do futebol, a Premier League, e não somar títulos, pode pesar quando se avalia a carreira dum jogador. Mas, por outro lado, não são assim tantos os futebolistas que, tendo conquistado muitos troféus, conseguem também ganhar a admiração dos adeptos.

Os primeiros meses de Lacazette ao serviço do Arsenal mostram um jogador com o potencial para se tornar numa lenda do clube. Se conseguir manter o seu estatuto na equipa ao longo da temporada, o avançado pode ser uma peça-chave num possível novo Arsenal, com novas ideias e outro treinador.

Mesmo estando num patamar inferior aos seus rivais, em termos de qualidade, os Gunners continuam a ser um emblema histórico. Os campeonatos podem continuar a fugir, mas o entusiasmo das multidões que compõem o Emirates regularmente faz com que o Arsenal ainda seja um gigante. Mais do que conquistar taças, o importante é garantir o apoio inabalável daqueles que continuam a sofrer pelo clube muito depois dos seus futebolistas mais mediáticos terem sido transferidos.

E esse apoio, Lacazette já conseguiu.

Foto de capa: Arsenal FC