Anterior1 de 3Próximo

A estreia do Boxing Day em Itália foi também sinónimo de estreia de Cristiano Ronaldo no banco de suplentes da Juventus. O português havia sido titular em todos os 17 anteriores jogos da sua equipa para o campeonato, mas desta vez foi poupado, não deixando, no entanto, de ser decisivo.

A Juventus entrou a todo o gás no jogo. Logo aos dois minutos, adiantou-se no marcador com a ajuda de Djimsiti, que introduziu a bola na própria baliza com um corte infeliz. O campeão italiano podia ter avolumado a vantagem, ainda dentro dos primeiros cinco minutos, mas Berisha conseguiu fazer uma defesa espetacular a um remate de Bentancur, que ainda bateu na barra.

Depois de um início desconcentrado, a Atalanta acordou, o seu meio-campo tornou-se mais agressivo e incomodava a Juventus no momento ofensivo. Lá na frente, Zapata dava muito trabalho aos centrais adversários e, impondo o seu físico, conseguiu o golo do empate, rodando sobre Bonucci e fuzilando Sczesny.

Ao intervalo, o empate aceitava-se e criava água na boca para o que viria na segunda parte. A Atalanta, depois de um início adormecido, impôs-se e criou dificuldades que os campeões italianos ainda não tinham sentido esta época.

No segundo tempo, a toada manteve-se, pese embora os comandados de Allegri terem aumentado a agressividade. Foi, aliás, numa tentativa de recuperação de bola em zonas altas que Bentancur acabou expulso ao entrar fora de tempo sobe um adversário. Como um mal nunca vem só, dois minutos depois, a Atalanta completou a reviravolta no marcador. Foi novamente Dúvan Zapata a chegar ao golo, desta vez de cabeça, na sequência de um canto. No espaço de três minutos, a Juventus viu-se reduzida a dez unidades e em desvantagem no marcador, pairando no ar a possibilidade da primeira derrota no campeonato.

Allegri teve que puxar dos galões e lançou Pjanić e Cristiano Ronaldo. O jogo partiu um pouco, com a Vecchia Signora à procura do golo do empate e a Atalanta sempre com os olhos no terceiro golo. Acabaria por ser a Juventus a sorrir, com Cristiano Ronaldo a ser novamente decisivo, ao marcar na sequência de um canto.

Cristiano Ronaldo foi novamente decisivo
Fonte: Juventus FC

O empate parecia agradar à equipa de Turim (o que, nestas circunstâncias, se compreende) e o desgaste físico da equipa de Bérgamo não permitia ameaças à baliza de Szczesny. Até ao final, nota apenas para um golo bem invalidado a Bonucci, por fora de jogo.

O jogo cumpriu o que prometeu, com muita emoção até final. A Juventus sofreu o segundo empate no campeonato, mas segue tranquilamente na liderança. Já a Atalanta deu uma demonstração de força com um jogo muito bem conseguido, arrancando pontos ao principal candidato ao título.

Onzes iniciais:

Atalanta Calcio: Berisha,  Masiello, Djimsiti, Mancini, Hateboer, Freuler, Pasalic (Gosens 67’), Castagne, Papu Gomez, Ilicic (Pessina 77’) e Zapata.

Juventus FC: Szczesny, De Sciglio, Bonucci, Chiellini, Alex Sandro, Bentancur, Khedira (Ronaldo 65’), Can, Douglas Costa (Pjanic 57’), Dybala e Mandzukic.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários