Cabeçalho Liga Italiana

Romeu e Julieta incorpora uma tradição de romances trágicos que remonta à Antiguidade. Este clássico da literatura universal foi escrito entre 1591 e 1595 por William Shakespeare, cujo enredo versava sobre dois adolescentes cuja morte acabou por unir duas famílias, outrora separadas. O cenário desta mundialmente conhecida trajédia é a renascentista cidade de Verona. Diz-se, inclusive, que William foi buscar inspiração a personagens reais que viviam em Verona para compor o seu romance.

A “city of love” – Património da Unesco – inspira romances vários e atrai muitos turistas apaixonados todos os anos, averbando mais de 2000 mil anos de história. Detentora de vestígios muito bem conservados da época romana, o que traduz uma arquitetura e estilo urbanístico muito característicos, tem no futebol uma das principais atrações da cidade.

     Il derby di Verona representa o apaixonado derby da cidade, que opõe o Hellas Verona ao Chievo Verona.

O Marcantonio Bentegodi  é um dos símbolos de Verona, e tem capacidade para cerca de 38.402 espectadores, e é partilhado pelos dois clubes da cidade.

Anúncio Publicitário

 

Chievo e Hellas Verona têm rivalidade histórica Fonte: herldicafutbolstica.blogspot.pt
Chievo e Hellas Verona têm rivalidade histórica
Fonte: herldicafutbolstica.blogspot.pt

Ao nível de palmarés, o Chievo Verona não tem títulos principais, registanto, contudo, uma presença na pré-eliminatória da Liga dos Campeões em 2006, graças às sanções impostas à Juventus, designadamente a descida para a série B por corrupção, bem como à penalização pela subtracção de pontos à Fiorentina, Lazio e Milan.

Por seu turno, o seu grande rival, o Hellas Verona Football Club tem um palmarés mais rico, uma vez que logrou obter a proeza de se sagrar campeão italiano na época de 1984/1985., sendo esse o seu grande feito desde a fundação em 1903.

O famoso Derby della Scala ou Derby dell’Arena tem a particularidade de não ter sido disputado mais de 20 vezes ao longo da história, uma vez que ambos os clubes têm alternado muito as suas presenças no principal e secundário escalão do futebol transalpino.

     Em 2007, quando o Chievo vivia uma boa fase e o Verona estava na terceira divisão, comerciantes e políticos locais tiveram a ideia de fundir os dois clubes, hipótese prontamente recusada pelos adeptos das duas equipas.

 Foto de capa: toronews.net

Comentários