Anterior1 de 3Próximo

Hoje, pelas 12h30, houve encontro entre o atual campeão francês – Paris Saint-Germain – e o vencedor da “Coupe de Fance” – Rennes. Os dois conjuntos encontraram-se hoje em jogo a contar para a Supertaça Francesa 2019.

No início da partida pudemos ver a equipa parisiense com algumas dificuldades em sair do seu meio-campo. Verdade seja dita: esta dificuldade de controlar a bola para lá do meio-campo a muito se deveu à pressão feita pelos jogadores da equipa adversária. Mas essa dificuldade não durou muito tempo e o PSG aos poucos foi conseguindo impor o seu jogo.

O primeiro golo da partida apareceu aos 13 minutos de jogo por Hunou. Grenier, pela direita, consegue abrir espaço para Bourigeaud. Este último centra imediatamente para Hunou que consegue abanar as redes da baliza de Aréola

Depois do golo, o PSG carregou forte para inverter a desvantagem na partida. Os parisienses começaram a pressionar alto e a equipa do Rennes teve mesmo que baixar o seu bloco.

Anúncio Publicitário

Várias são as jogadas protagonizadas pelos homens do PSG depois do primeiro golo da partida. Aos 26’, Mbappé acelera no eixo e ainda tenta procurar Herrera, mas este não consegue mesmo chegar à bola. Foi preciso apenas um minuto para o PSG carregar novamente: mais uma vez, Mbappé esteve de olho no seu poste mais distante e rematou, mas Da Silva tira a bola a tempo e a horas.

E foi assim ao longo de maior parte do primeiro tempo: muitas investidas de Mbappé, de Sarabia e Verratti, mas nem sinal de golo! O Rennes encontrava-se muito recuado, mas o que é certo é que a sua estratégia mais defensiva estava a surtir efeito. A equipa de Thomas Tuchel estava a realizar muitos cruzamentos e colocar a bola diversas vezes dentro da área adversária, mas faltou precisão na decisão de maior parte dos lances.

O PSG estava a dominar, sim, mas sem conseguir materializar essa superioridade em golos. Estava a faltar concentração no último terço, local onde a equipa estava a ser bastante perdulária. A primeira parte acabou assim: com um PSG a dominar, mas em desvantagem no resultado depois de um golo que aconteceu através de um lance isolado pela equipa do Rennes.

À entrada para a segunda parte, o autor do golo é substituído por Boey. Esta mensagem foi clara por parte de Julien Stéphan ao colocar um jogador com um perfil muito mais defensivo. Por sua vez, o PSG continuava focado em impor o seu jogo e, deste modo, conseguir impor também a igualdade que, por esta altura, estava mais do que justificada tendo em conta tudo aquilo que a equipa estava a fazer em campo.

Sempre ouvi dizer que água mole em pedra dura tanto bate até que fura e foi mesmo assim: o PSG chegou mesmo ao golo, aos 57 minutos, por intermédio de Mbappé. Depois de uma abertura brilhante de Verratti para Sarabia que, por sua vez, cruza para o autor do golo que remata com o pé direito para o fundo das redes Koubek.

Foi então assim antes da meia hora de jogo da segunda parte que o PSG conseguiu marcar o tento que já fazia por merecer ainda antes do intervalo. Uma postura demasiado defensiva do Rennes poderá ter saído caro para o conjunto de Julien Stéphan.

Aos 73 minutos faz-se justiça no marcador e o PSG marca o segundo e fica, então, pela primeira vez à frente no resultado. Di Maria marca de forma irrepreensível através de um livre. Ainda assim, ficou a sensação de que Koubek podia ter feito mais.

A equipa do Rennes mostrou-se bastante desfalcada. Vimos pouco desta equipa a níveis ofensivos, pois não rematou mais após o seu golo. Mas a verdade é que assim que se encontrou em desvantagem pudemos ver um pouco mais desta equipa. Nos instantes finais da partida ainda foi possível ver algumas investidas por parte do Rennes num momento de alguma desatenção do PSG no corredor direito. Ainda assim, nenhum dos lances surtiu efeito.

O Paris Saint-Germain ganhou então a 9.ª Supertaça de França 2019, ultrapassando assim o Lyon FC que leva oito conquistas desta taça. Para além disso, “vinga-se” também da própria equipa do Rennes depois de ter saído derrotado na Final da Taça de França 2019.

O Rennes conseguiu ainda sair para o intervalo a ganhar 1-0 com um único remate na partida
Fonte: PSG

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Paris Saint-Germain: Aréola, Thomas Meunier (Subst. Thiago Silva, 80’), Kehrer, Marquinhos (Subst. Paredes, 78’), Abdou Diallo, Juan Bernat, Sarabia, Verratti, Herrera (Subst. Di Maria, 73’), Mbappé, Cavani.

Rennes: Koubek, Morel, Damien da Silva, Gelin, Maouassa, Camavinga, Léa-Siliki (Subst. Castillo, 84’), Hunou (Subst. Boey, 46’), Grenier, Bourigeaud (Subst. Gboho, 68), Tait.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários