ÚLTIMA HORA:

Real Madrid CF jogadores

Real Madrid CF 2-0 Athletic Club: “Merengues” conquistam a Supertaça de Espanha

A CRÓNICA: VITÓRIA JUSTA PARA AGARRAR O “CANECO”

O Athletic Club e o Real Madrid CF voltaram a encontrar-se na decisão de uma final, algo que não acontecia desde 1958. Bascos e madrilenos mediram forças em Riade, na Arábia Saudita, longe dos seus adeptos, mas com a conquista do primeiro troféu da época na mira.

O Real Madrid foi quem entrou melhor no encontro, imprimindo grande velocidade no seu jogo desde o primeiro minuto, conseguindo assim, por consequência, levar a bola várias vezes com perigo perto da baliza do Athletic. Os bascos foram respondendo com uma série de contra-ataques e ataques rápidos, mas seriam mesmo os merengues a inaugurar o marcador, à passagem do minuto 38, por intermédio de Luka Modrić, depois de uma grande jogada de ataque.

Na segunda parte, os blancos voltaram a entrar fortes e, volvidos apenas cinco minutos desde o recomeço da partida, conquistaram uma grande penalidade, que foi convertida com sucesso por Karim Benzema, que ampliou assim a vantagem da formação de Madrid. O Athletic foi tentando responder, mas ia constantemente barrando numa grande organização defensiva madrilena, que foi sempre capaz de controlar e anular as investidas bascas. A melhor oportunidade do encontro para o Athletic marcar, deu-se à passagem do minuto 88, quando Raul García teve nos pés a chance de converter uma grande penalidade e relançar o jogo para os minutos finais, mas Thibaut Courtois fez uma defesa monstruosa, mantendo assim a sua baliza inviolável até ao apito final.

Posto isto, o Real Madrid garantiu assim a conquista da Supertaça de Espanha, o primeiro título da época, e o 12º da sua história, referente a esta competição, acabando por destronar o Athletic que era o campeão em título e falhou a sua revalidação.

 

A FIGURA

Luka Modrić – Mais uma “masterclass” do médio croata, que foi, a meu ver, o melhor em campo neste encontro. Jogou e fez jogar, marcou o primeiro tento do jogo e foi, justamente, a figura da partida.

 

O FORA DE JOGO

Iñaki Williams – O avançado espanhol do Athletic Club, figura maior da formação basca, não se mostrou ao seu melhor nível neste encontro, tendo sido incapaz de mudar o rumo do jogo para a sua equipa, acabando por ser ofuscado pela defensiva do Real Madrid CF.

 

ANÁLISE TÁTICA – REAL MADRID CF

Já os merengues, sob o comando de Carlo Ancelotti, dispuseram-se no relvado num dispositivo tático base de 4-3-3. Com um grande domínio da posse de bola, face à superioridade perante o adversário, o Real Madrid impôs o seu ritmo no jogo, especialmente na primeira parte. Muito bem organizados defensivamente e com a baliza de Courtois relativamente segura, o tridente Vini Jr., Benzema e Rodrygo na frente de ataque, mostrou ser uma permanente dor de cabeça para a defensiva da formação de Bilbao.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Courtois (8)

Vázquez (7)

Militão (6)

Alaba (8)

Mendy (6)

Modrić (9)

Casemiro (7)

Kroos (7)

Rodrygo (7)

Benzema (7)

Vini Jr. (7)

SUBS UTILIZADOS

Valverde (6)

 Marcelo (6)

Nacho (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – ATHLETIC CLUB

Marcelino Toral alinhou os seus jogadores em campo num sistema tático em 4-4-2. Com um bloco baixo, como que a reconhecer a superioridade do adversário e a convidá-lo a atacar, o Athletic apostou no contra-ataque como a grande arma para tentar ferir o Real Madrid. Ainda assim, face à boa organização defensiva apresentada pelo adversário, os bascos fizeram pouca mossa ofensivamente, mostrando dificuldades em criar situações claras de golo.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Simón (6)

De Marcos (6)

Yeray (6)

Martínez (7)

Balenziaga (6)

Berenguer (6)

García (6)

Zarraga (6)

Muniain (6)

Sancet (6)

Williams (6)

SUBS UTILIZADOS

Williams (6)

García (6)

 Vesga (6)

 Berchiche (6)

Serrano (6)

Componente 5 – 1 (1)

Licenciado em Comunicação Social, o Pedro procura construir os alicerces de uma futura carreira como jornalista desportivo. Apaixonado por futebol, nunca diz que não a uma boa partida do desporto rei.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Licenciado em Comunicação Social, o Pedro procura construir os alicerces de uma futura carreira como jornalista desportivo. Apaixonado por futebol, nunca diz que não a uma boa partida do desporto rei.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

FC PORTO vs CD TONDELA

  • 00DIAS
  • 00HORAS
  • 00MINUTOS
  • 00SEGUNDOS
FC PORTO x ESTORIL PRAIA
SPORTING CP x SANTA CLARA
PAÇOS FERREIRA x SL BENFICA