logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Renato Paiva

Renato Paiva | Mais um português a triunfar pelas Américas

A América do Sul tem-se mostrado um local fortuito para o sucesso luso no futebol, nos últimos anos. O grande trabalho de Renato Paiva, no Equador, vem depois da fantástica temporada de Jorge Jesus no Brasil, ao serviço do CR Flamengo, e do SE Palmeiras de Abel Ferreira, bicampeão da Libertadores.

Assim, o técnico português é cada vez mais visto como uma garantia de sucesso, naquela parte do mundo.

Renato Paiva, que deixou a equipa B do SL Benfica e partiu para o Equador para assumir os comandos do Independiente del Valle há uma temporada, eleva, uma vez mais, o nome de Portugal no continente americano, ao conquistar o título de campeão equatoriano pela primeira vez na história do clube.

Novo estrela portuguesa na América do Sul chama-se Renato Paiva

O tão ambicionado título chegou com Renato Paiva ao lema e após o empate a uma bola no terreno do CS Emelec, na segunda mão da final, que se seguiu ao triunfo caseiro por 3-1, que permitiu, de certo modo, chegar a essa derradeira final já com uma mão no “caneco”. Mas, ainda assim, o caminho não foi fácil.

Renato Paiva assumiu os destinos do clube equatoriano em dezembro de 2020. Em 2019, o Independiente tinha conquistado a Copa Sul-Americana – equivalente à Liga Europa no continente europeu –, mas não era, de todo, o favorito para ganhar o campeonato do seu país, tendo à sua frente equipas como o Barcelona SC (com 16 títulos), o CS Emelec (com 14 títulos) e o CD El Nacional (com 13 títulos).

 

Apesar do menor favoritismo, o técnico português assumiu que, desde a aceitação do cargo, a conquista do título era “um objetivo e não um sonho”. Com um plantel composto maioritariamente por jogadores equatorianos, complementado com alguns atletas argentinos, o Independiente del Valle classificou-se em terceiro lugar na primeira fase do campeonato, com 27 pontos, a uma distância de sete pontos para o primeiro, que foi do Emelec.

Já na segunda fase do campeonato, conquistaram o primeiro lugar, com 34 pontos, mais quatro que o Emelec, o que permitiu chegar à final, para a derradeira decisão do campeão.

Com esta enorme conquista, Renato Paiva inscreveu o seu nome na história do futebol sul-americano, equatoriano e, principalmente, na história do Independiente del Valle. Este triunfo foi também ele histórico para Portugal, pois aumentou o número de países onde um treinador luso se sagrou campeão nacional para 35.

Licenciado em Comunicação Social, o Pedro procura construir os alicerces de uma futura carreira como jornalista desportivo. Apaixonado por futebol, nunca diz que não a uma boa partida do desporto rei.

Licenciado em Comunicação Social, o Pedro procura construir os alicerces de uma futura carreira como jornalista desportivo. Apaixonado por futebol, nunca diz que não a uma boa partida do desporto rei.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA