Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho Futebol Internacional

No passado dia 11 de Maio, o FC Krylya Sovetov do antigo técnico leonino Frank Vercauteren deslocou-se ao Kuban Stadium para medir forças com o FC Krasnodar e levava consigo uma racha de jogos extremamente positiva, na qual se contavam quatro vitórias e dois empates nas últimas seis partidas disputadas. O histórico emblema russo procurava assim incomodar uma das equipas mais regulares da segunda metade da liga russa e que contava por vitórias seis dos seus últimos sete jogos. Apesar do entusiasmo reinante entre as hostes do FC Krylya Sovetov, os pupilos de Frank Vercauteren foram incapazes de contrariar o ascendente da formação da casa muito por causa de Fyodor Smolov, que apontou os três golos da vitória do FC Krasnodar nessa partida e cimentou a sua posição como melhor artilheiro da Liga Russa (Росгосстрах — Чемпионат России по футболу).

Não é necessário recuarmos muito no tempo para darmos de caras com um Fyodor Smolov que vagueava pelas reservas do FC Dynamo Moscovo e que contribua pouco, ou até mesmo nada, para fazer jus ao rótulo de jovem promissor que lhe havia sido atribuído uns anos antes. Nascido em Saratov, uma cidade com perto de 820 mil habitantes a norte de Volvogrado, Fyodor Smolov mudou-se para o oblast de Moscovo para representar as academias do já extinto FC Saturn Ramenskoye e aquilo que lá aprendeu serviu-lhe de rampa de lançamento para o outrora gigante soviético FC Dynamo Moscovo, clube ao qual se juntou em 2007.

Versátil, dotado de uma técnica refinada e de uma colocação de remate verdadeiramente assinável, o jovem Fyodor começou por jogar na segunda equipa dos Musora, mas nos anos que seguiram conseguiu somar alguns minutos de primeira liga ao participar em cerca de duas dezenas de jogos. Os responsáveis do FC Dynamo entenderam, no entanto, que Smolov não reunia ainda as características necessárias para ser um titular indiscutível da primeira equipa e optaram por cedê-lo por empréstimo ao Feyenoord durante um ano, algo que não teve, contudo, os resultados inicialmente esperados.

Os dias difíceis de Fyodor Smolov no FC Dynamo Moscovo Fonte: Live-Football.ru
Os dias difíceis de Fyodor Smolov no FC Dynamo Moscovo
Fonte: Live-Football.ru

Fyodor regressa à Rússia no final de 2010 e consegue, desta vez, mais algum tempo de jogo num FC Dynamo Moscovo que andava um pouco à deriva no escalão maior do futebol russo, dominado à época pelo FC Zenit, o FC Rubin Kazan e os restantes grandes emblemas moscovitas. Com o seu instinto goleador muito pouco apurado, Smolov foi perdendo espaço e oportunidades no FC Dynamo e a direcção do clube decidiu voltar a emprestá-lo, desta vez aos novos milionários do Daguestão, o FC Anzhi do auto-proclamado filantropo Suleyman Kerimov.

Apesar de ter minutos e fazer parte da equipa principal com alguma frequência, faltavam os golos e as boas exibições àquele que tinha sido indicado, anos antes, como uma das maiores promessas do futebol russo. Após duas temporadas no emblema de Makhachkala, onde apontou apenas 3 golos, Smolov regressa a Moscovo, onde o seu promissor passado havia já sido atirado para baixo do tapete e onde seria apenas mais um jogador de recurso num clube onde, desde há muito tempo, não havia lugar para ele.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários