Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho Futebol Internacional

Foi na cidade de Ufa, capital da República do Bascortostão, que esta temporada deu nas vistas um jovem jogador, porventura um dos melhores a actuar na Liga Russa, de seu nome Oleksandr Zinchenko, que estará, segundo os últimos relatos vindos da encosta ocidental dos Montes Urais, a caminho de um grande do futebol europeu.

Com apenas 19 anos de idade, Zinchenko foi um dos principais responsáveis por o FC Ufa ter conseguido manter-se na primeira divisão esta temporada e nem a saída do lendário goleador russo Igor Kolyvanov do comando técnico da formação da Basquíria,   ainda numa fase inicial da temporada, colocou entraves à afirmação do jovem Oleksandr.

Natural da cidade histórica de Radomyshl, no Oblast de Zhytomyr na Ucrânia, Zinchenko cresceu para o futebol nas academias do FC Shakhtar Donetsk, onde permaneceu durante um longo período que durou de 2009 a 2014. Tudo parecia correr de feição na carreira do jovem que era internacional absoluto pelo seu país em todos os escalões, quando de repente, fazendo fé nas palavras do director desportivo da formação de Donestk Sergey Palkin, Zinchenko decidiu terminar o seu contrato unilateralmente com os Mineiros e mais tarde assinar pelo FC Ufa da liga russa. Esta rescisão fez e ainda faz correr muita tinta dentro e fora da Ucrânia, estando Sergey Palkin apostado em levar o caso até às últimas consequências de forma a que não só o FC Shakhtar Donetsk seja indemnizado, como também existam medidas punitivas quer para Zinchenko, quer para o seu clube actual, o FC Ufa.

Oleksandr Zinchenko, o menino de ouro do FC Ufa Fonte: sport.img.com.ua/
Oleksandr Zinchenko, o menino de ouro do FC Ufa
Fonte: sport.img.com.ua/

Todo este diz-que-disse e trapalhada burocrática que continua a pairar sobre a carreira do jovem atleta não tem impedido porém, que Zinchenko vá dando boa conta de si quer ao serviço do FC Ufa, quer na selecção ucraniana, onde, após muita controvérsia, entrou para fazer parte dos eleitos de Mykhaylo Fomenko para o Euro 2016.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários