A par do Boca Juniores, também o River Plate é oriundo de La Boca, mas, com a profissionalização do futebol argentino Los Millonarios, mudaram-se para norte, para a elegante e elitista zona de Nuñez, passando a actuar no maior estádio da Argentina, o Monumental de Nuñez.

Estádio Monumental de Nuñez tem capacidade para cerca de 61 mil espectadores Fonte: mademoisellevoyage.com.br
Estádio Monumental de Nuñez tem capacidade para cerca de 61 mil espectadores
Fonte: mademoisellevoyage.com.br

Sediado numa zona rica de Buenos Aires, conhecida pelas suas grandes mansões, o River rapidamente se distanciava do pobre bairro operário de que era originário, motivando, desse modo, um grande choque social entre os dois clubes.

No entanto, e apesar deste significativo choque social, a verdade é que o Boca se tornou no clube do povo, dos operários e das gentes de raízes humildes, em claro contraste com a elite e a classe alta argentina, que torcia pelo River. O Boca cativou adeptos, despertou infinitas paixões e entrou no coração do povo, tornando-se no clube com maior número de adeptos de toda a Argentina.

A sua casa, La Bombonera, que adoptou este nome numa clara alusão a uma caixa de bombons, devido à disposição vertical das bancadas, é o orgulho de La Boca. Como em todos os templos sagrados, pelo seu tapete verde desfilaram alguns dos mais emblemáticos jogadores de sempre, como Walter Samuel, Riquelme, Palermo, Tevez, Palácio, Oscar Córdoba, entre tantos outros.

No histórico de duelos entre as duas equipas, o River Plate conta com 62 vitórias contra 67 do Boca Juniores. No entanto, Los Millonarios já foram 36 vezes campeões argentinos, ao passo que o grande rival soma 31 títulos.

Anúncio Publicitário

A nível internacional, destaque, ainda, para o Boca Juniores, que conquistou por seis vezes a Copa Libertadores da América, o dobro das conquistas do seu rival.

Foto de Capa: imortaisdofutebol.com