TRIBUNA VIP é um espaço do BnR dedicado à opinião de cronistas de referência para escreverem sobre os diversos temas da atualidade desportiva.

Ver Cristiano Ronaldo de regresso ao Manchester United FC é um sonho. Para Ronaldo, sair da Juventus FC será, também, um alívio. Para nós, que estamos habituados a ver onde é que CR7 anda a bater recordes, é uma mudança fantástica.

Vamos olhar, novamente, para o melhor campeonato do mundo com ainda mais entusiasmo, na expectativa de perceber o impacto que terá Ronaldo, agora com 36 anos, num clube, numa Liga e numa cidade em que deixou uma marca extraordinária. Foi um dos melhores que passaram por Inglaterra e 12 anos depois, volta, igualmente, com um dos melhores do mundo. Incrível. Vai marcar 20, 30 golos? Provavelmente. Vai ganhar títulos? Tenho algumas dúvidas.

Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Ronaldo tinha de sair da Juventus FC porque o clube já não tinha mais para lhe dar e a decisão de voltar ao campeonato inglês é a mais acertada. Estou convencido de que a primeira opção foi o Manchester City FC, sobretudo porque Ronaldo sabia que era o clube “onde se deve estar em Inglaterra”. É o campeão em título, o favorito para o renovar e com legítimas hipóteses de vencer, finalmente, a Champions. Imaginem o que seria aquela equipa com Ronaldo solto na frente. Gorada essa hipótese, a decisão de voltar ao Manchester United FC é a mais lógica e correta. E, assim, voltam à tona todas aquelas memórias do Ronaldo “fininho” a partir tudo nos relvados ingleses. O Ronaldo que vai regressar é mais “robótico”, mas é mais matador, mais experiente, mais letal. Será, se tudo correr como se espera, igualmente influente.

A questão que se coloca é se Ronaldo é “só” a peça que faltava para o Manchester United FC voltar a conquistar um campeonato que lhe foge desde 2013, ou a Champions que escapa há 13 anos. Faltam, de facto, mais peças para a equipa voltar a estar no topo do futebol mundial, a começar pelo treinador.

Anúncio Publicitário

Por tudo isto, há o risco de Cristiano voltar a sentir o que sentiu na Juventus FC: estar numa equipa sem capacidade para estar ao nível do FC Bayern Munique, do PSG ou do Manchester City FC na luta pela Liga dos Campeões e, internamente, o Manchester United FC também ainda não parece estar no mesmo patamar de Manchester City FC e Chelsea FC. Talvez com Ronaldo essa diferença se possa esbater, mas não é certo. E que desilusão seria se CR7 não festejasse títulos no regresso ao “Teatro dos Sonhos”. 

O Manchester United FC que Ronaldo deixou, em 2009, não é o mesmo que agora vai encontrar, mas, por outro lado, apesar de este CR7 também não ser o mesmo, tem tudo para ser igualmente decisivo. Além disso, encontra, também, jogadores de altíssimo nível para o servirem de bandeja, como Bruno Fernandes, Sancho, Rashford ou Pogba. A qualidade individual é imensa, resta saber se chega para recuperar o caminho dos títulos. Afinal de contas, mesmo com 36 anos e um palmarés impressionante, Ronaldo vive de golos, de recordes e de títulos. Não vive de segundos ou terceiros lugares, nem de eliminações nos oitavos de final da Champions. 

Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Estamos ansiosos para que esta nova aventura comece. Nos próximos dias, Ronaldo vai aquecer os motores na Seleção, provavelmente vai ultrapassar Ali Daei e tornar-se o melhor marcador de sempre da seleções nacionais e, assim, chegar a Manchester ainda motivado para voltar a mexer com a máquina dos “red devils“.

Artigo de opinião de João Pedro Óca,
jornalista TVI

TIP BET.PT – APOSTA AQUI

AS SELEÇÕES ESTÃO DE VOLTA E CRISTIANO RONALDO PROCURA TAMBÉM UM RECORDE HISTÓRICO! ACHAS QUE PORTUGAL VENCE A IRLANDA E QUE CR7 MARCA? APOSTA JÁ NA BET.PT!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome